Sexta-feira, 26 de Agosto de 2016

Artistas com deficiência criam Cia de Circo e apresentam espetáculo inédito inspirado em obras de Shakespeare no Rio

 A estreia será às 20h, no dia 6 de setembro, no Circo CRESCER E VIVER, seguida de mais três apresentações nos dias 13, 14 e 20 do mesmo mês e horário. Ainda no mês de setembro, a Trupe fará uma apresentação especial na British Paralympic House, no dia 8, somente para convidados.

“Parada Shakespeare”, um espetáculo inédito com estreia marcada para setembro, será apresentado pela recém-criada trupe circense “Cia iLtda”, composta por artistas com e sem deficiência que realizam números de trapézio, lira, perna de pau, equilíbrio e acrobacias. Cegos, cadeirantes e surdos provam que não há limites e que são capazes de superar as barreiras através da arte. A montagem faz referência a cinco obras consagradas: “Romeu e Julieta”, “Hamlet”, “A Megera Domada”, “Ricardo III” e a “Tempestade”. A escolha dessas peças foi motivada pela comemoração dos 400 anos de morte do dramaturgo. O espetáculo tem direção do Diretor Artístico do Circo CRESCER E VIVER, Vinicius Daumas e Codireção do Diretor da Cia EnvieZada, Zé Alex. A supervisão artística é da Diretora do Graeae Theatre Company, Jenny Sealey, que também dirigiu a Cerimônia de Abertura dos Jogos Paralímpicos de Londres 2012. A ficha técnica conta ainda com Daniel Gonzaga à frente da trilha sonora e Denise Bernardes na direção de arte.

O Diretor Vinicius Daumas dá uma palhinha sobre o que vem por aí:

"Lançamo-nos, mais uma vez, em inovar, mas, desta vez, fortalecendo ainda mais estes artistas, que há muito tempo já conhecem a palavra superação e desafio, tão inerentes às artes do circo. O espetáculo é lindo, poético e é de circo! Talvez seja a primeira Cia de Circo criada por pessoas com deficiência. Isso é só o começo, pois, todos ainda ouvirão muito falar da Cia iLtda." – conta Vinicius.

 Paul Heritage, fundador e diretor da People´s Palace Projects, fala um pouco sobre o encontro da Cia iLtda com Shakespeare, que será levado até ao grande público sob a forma de Circo:

“Shakespeare teria adorado o circo! Ele não só escreveu alguns dos maravilhosos palhaços para seus atores cômicos, como também se deleitava em colocar suas personagens em situações de extremo risco. Hamlet caminha em uma corda-bamba arrepiante, Julieta se balança em um trapézio desafiador, MacBeth engole o fogo da profecia das bruxas, enquanto Cleópatra mantém os pratos de Antônio e Júlio Cesar rodando freneticamente. Podemos encontrar emoções, quedas, sangue, suor, lágrimas e risos ao longo das 37 peças que foram criadas para um teatro no qual, tanto atores, quanto público, ousaram sonhar novos e corajosos mundos, que até hoje esperam ganhar vida. É isso que a Cia iLtda nos traz com sua reinterpretação apaixonada, bem humorada, audaciosa e ousada de algumas das peças e personagens mais amadas de todo o mundo.”

Para a construção do espetáculo, o codiretor Zé Alex trabalhou a técnica de View Points com o elenco:

“Todo o processo foi feito a partir de improvisações com a técnica do View Points (pontos de vista), que busca abrir a percepção dos atores para que eles estejam presentes no momento e possam compor cenas interessantes, usando de formas, gestos, posicionamento no espaço, relações com o espaço e com a arquitetura, ritmos e suas variações. Tudo isso são ferramentas para capacitarmos os atores - neste caso, artistas circenses - para que todos tivessem uma mesma referência e uma mesma potência cênica para essa improvisação. O View Points traz para os artistas com e sem deficiência, vários pontos de vista que os ajudam a jogar, improvisar e compor cenas juntos.”. – conta Zé Alex.

Tanto o espetáculo quanto a Cia Circense são frutos de parcerias que começaram em 2013 entre o Circo CRESCER E VIVER, a People's Palace Projects, a Graeae Theatre Company e o British Council. Parte deste elenco iniciou sua formação circense no Circo CRESCER E VIVER e depois de quase 3 anos, se lança no desafio de criar a primeira Cia de Circo de pessoas com deficiência. O Grupo foi mobilizado pelo CRESCER E VIVER e a People's Palace Projects para retomar os encontros de formação e de criação de um novo espetáculo. O processo tem o tempo de duração de 2 meses e faz parte do Projeto “Circo Sem Limites” e do “Polo Carioca de Circo CRESCER E VIVER”, ambos com patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura, cuja verba é decorrente do edital do "Programa de Fomento Olímpico" e do "Programa Viva a Arte”.

Além da formação artística, a trupe receberá uma assistência e capacitação na formulação e gestão de projetos oferecido pelo Rio Criativo, que também aderiu à parceria. Os artistas formalizarão a criação da Cia iLtda abrindo (a) sua própria empresa na perspectiva de se tornarem autônomos. Paralelamente, receberão toda uma programação visual e um vídeo-release para a apresentação e venda do seu espetáculo.

FICHA TÉCNICA:

“Parada Shakespeare”, com Cia iLtda

Direção Geral: Vinicius Daumas

Codireção: Zé Alex (Companhia EnvieZada)

Supervisão Artística: Jenny Sealey

Direção Musical e Trilha Sonora Original: Daniel Gonzaga

Direção de Arte: Denise Bernardes

Elenco: Alan Pagnota, Ana Luiza Faria, Jhonatas Narciso, Marcos Paulo, Marina Ohlavrac,

Maycow Ribas, Rafael Ferreira, Sara Bentes, Tayane Almeida e Viviane Macedo Renato

Landim entra como artista ou apenas tradutor de Libras?

Realização: People´s Palace Projects e Circo Crescer e Viver.

Patrocínio: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, The

British Council, Shakespeare Lives.

Apoio: Graeae Theatre Company, Archaos e Rio Criativo.

 

Serviço

Parada Shakespeare com Cia. iLtda

Dias 6, 13, 14 e 20* de setembro de 2016 às 20h

 Abertura do portão uma hora antes para retirada da senha gratuita

Local: Circo Crescer e Viver

Endereço: Rua Carmo Neto, nº 143, Praça Onze – Centro/RJ

Classificação Indicativa: Livre – Menores de idade entram somente acompanhados de um responsável legal

Capacidade: 240 pessoas – Sujeito à lotação

 *A apresentação deste dia contará com áudio-descrição. Todas apresentações contam com interpretação na Linguagem Brasileira de Sinais (LIBRAS)

 

MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA:

Érica Avelar – erica@rpmcom.com.br – (21) 3478-7437 / 98119-4559

 

Sobre o British Council

O British Council é a organização internacional sem fins lucrativos do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança por meio do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. A organização está presente em mais de 100 países e trabalha com parceiros como os governos em diversas instâncias, organizações não-governamentais e iniciativa privada, em ações relacionadas à promoção da língua inglesa, cultura, artes, educação e programas sociais. www.britishcouncil.org.br

Sobre o Transform

O Transform, programa de artes e cultura do British Council, conectou mais de 200 organizações do Reino Unido e do Brasil entre 2012 e 2016. Produtores, artistas e autoridades participaram de iniciativas que estão transformando a maneira como se trabalha em setores como Museus, Orquestras, Acessibilidade nas Artes, Dramaturgia e Teatro e Economia Criativa, com aprendizados mútuos e profundo impacto na formação de novas capacidades e novas lideranças.www.transform.org.br

 

Links externos