Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2015

Flip e British Council anunciam selecionados para o programa de tradução

Selecionados para bolsa BC-Flip renovam tradução literária entre Brasil e Reino Unido

Poesia inglesa moderna e ficção contemporânea brasileira estão no foco dos dois tradutores selecionados pela Flip e pelo British Council para o programa de residência literária. Realizado em parceria com o British Centre for Literary Translation (BCLT) e o Writers’ Centre Norwich (WCN), com o apoio do Arts Council England, o programa tem o objetivo de formar novos tradutores literários no Brasil e no Reino Unido e divulgar autores brasileiros e britânicos nos dois lados do oceano.

Formada em Letras e Estudos Internacionais pela Guilford College, dos Estados Unidos, a inglesa Zoe Perry, 33, foi selecionada para a residência de três semanas em Paraty, entre os meses de junho e julho, para se dedicar à tradução do romance Opisanie swiata, de Veronica Stigger, publicado em 2013.

“Além de ser uma experiência de imersão no Brasil para poder focar na minha tradução na presença da escritora, [a residência] me dará a chance de conhecer mais profundamente o universo literário brasileiro, o qual desejo apresentar ao mundo da língua inglesa”, afirma a ganhadora, especializada na tradução de autores contemporâneos. Além das três semanas em Paraty, onde será recebida pela equipe do festival e da Associação Casa Azul, que realiza a Flip, Zoe participará de atividades ligadas à tradução literária no Rio de Janeiro e em São Paulo, e acompanhará a programação da Flip 2015, que acontecerá entre 1o. e 5 de julho.

O tradutor selecionado na categoria inglês-português, Dirceu Villa, de 39 anos, pretende enfrentar um dos maiores desafios para um tradutor de poesia inglesa do século 20: a tradução de Briggflatts (1966), do poeta modernista Basil Bunting (1900-1985), um autor central na cultura britânica, mas pouco conhecido no Brasil.

Segundo o tradutor, a obra de Bunting é “reduzida e impecavelmente contundente”: “Vai desde poemas pequenos e horacianos até o longo poema elegíaco e em boa parte autobiográfico Briggflatts.” “Para poder trazer Briggflatts ao português”, afirma Villa, “é preciso um artesanato específico, que atenda à arte aliterativa do verso inglês, tão estimada por Bunting e na qual se tornou um mestre moderno”. Seu desafio será “desenvolver estilo semelhante no português, língua mais doce, para torná-la áspera.”

Villa passará três semanas em Norwich, na Inglaterra, entre abril e maio de 2015. Além do trabalho de pesquisa e tradução, participará de eventos literários na cidade e de atividades do Literary Translation Centre, dentro da London Book Fair, que acontece em abril de 2015.

Os selecionados

Zoe Perry, 33, é formada em Letras e Estudos Internacionais pela Guilford College, nos Estados Unidos, e é mestre em Comunicação Intercultural pela Anglia Ruskin University, no Reino Unido. Participou também de diversos cursos e oficinas voltadas à tradução literária e da Escola de Inverno em Paraty. Traduziu obras de Rodrigo de Souza Leão, João Ximenes Braga, Sérgio Rodrigues e Paulo Coelho, além do escritor moçambicano Mia Couto. Escreve e edita o blog Gringa Reads (www.gringareads.com), sobre livros em português ainda não traduzidos para o inglês, com o propósito de divulgar a literatura brasileira para os leitores de língua inglesa.

Dirceu Villa, 39, é doutor em literaturas de língua inglesa pela Universidade de São Paulo, Dirceu Villa já traduziu os livros Lustra, de Ezra Pound, Imagens de um mundo trêmulo, de John Milton, e Um anarquista e outros contos, de Joseph Conrad, e é autor de três coletâneas de poesia.

CONTATO

Para mais informações entre em contato com nossa assessoria de imprensa através do email centro.info@britishcouncil.org.br ou ligue para (11) 2106-7500.

Sobre o British Council

British Council é a organização internacional do Reino Unido para oportunidades educacionais e relações culturais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços através do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. Atua em cinco áreas: Educação, Língua Inglesa, Artes, Esportes e Exames. A organização está presente em mais de 100 países, com parceiros como os governos em diversas instâncias, organizações não governamentais e iniciativa privada. No Brasil, tem escritórios em Rio de Janeiro, Recife e São Paulo. Para mais informações, visite o site www.britishcouncil.org.br.

Sobre o Programa British Council de Tradução Literária

O Programa British Council de Tradução Literária oferece oportunidades para tradutores literários emergentes do Brasil e do Reino Unido desenvolverem suas habilidades e a qualidade de suas traduções, tanto do inglês para o português como do português para o inglês. Outras ações do programa incluíram a Escola de Inverno de Tradução Literária, o Programa de Mentoria de Tradução Literária e a Parceria com o Prêmio Jabuti na categoria de tradução do inglês para o português. Para mais informações sobre o programa, acesse:  http://transform.britishcouncil.org.br/

Quem faz a Flip

A Casa Azul é uma organização da sociedade civil de interesse público, que desenvolve projetos nas áreas de arquitetura, urbanismo, educação e cultura. Desde as primeiras ações, mantém uma intensa relação com a cidade de Paraty. A Flip, os projetos educativos permanentes – Flipinha, FlipZona e Biblioteca Casa Azul - e o Museu do Território são algumas de suas experiências que potencializam importantes transformações no território e promovem o aprimoramento da qualidade de vida dos cidadãos, os valores culturais e a conservação do patrimônio material ou imaterial.

 A programação da Flip conta com o patrocínio oficial do Itaú e BNDES e outros parceiros ainda em vias de confirmação.