Quarta-feira, 19 de Agosto de 2015

British Council anuncia bolsista premiado com a Lina Bo Bardi Fellowship de 2015

Diretor de ópera e teatro britânico desenvolverá pesquisa sobre a obra da arquiteta italiana radicada no Brasil. O objetivo da bolsa é difundir o legado de Bo Bardi mundialmente por meio de intercâmbio entre Brasil e Reino Unido.

Pelo terceiro ano consecutivo o British Council traz ao Brasil bolsista britânico selecionado através da Lina Bo Bardi Fellowship, programa de seis semanas destinado a arquitetos e designers, entre outros profissionais, para que entrem em contato com a obra da arquiteta italiana e desenvolvam projeto no Reino Unido que contribua à divulgação de seu legado internacionalmente. A iniciativa é uma parceria da organização britânica, o SESC-SP e o Instituto Lina Bo e P.M. Bardi. 

Neste ano, o diretor de teatro ópera e escritor britânico Finn Beames foi o selecionado para a residência, que enfocará, principalmente, o trabalho de Lina em relação às artes cênicas, em especial seus projetos para salas de espetáculos e cenografia. De maneira geral, o britânico pretende estudar a ocupação dos espaços desenhados por Lina e a relação do público com os mesmos. Finn pretende, ainda, desenvolver performance no Reino Unido que revelará resultados de sua pesquisa no Brasil. 

João Guarantani, Gerente Sênior de Programas em Arquitetura, Design e Moda do British Council em Londres, falou sobre como a pesquisa do selecionado pode revelar aspectos pouco explorados do trabalho da arquiteta. “Estamos muito animados com o frescor que a prática teatral de Finn Beames pode trazer para a discussão sobre o trabalho de Lina no plano internacional. Seus projetos para salas de espetáculos são conhecidos, como o Teatro Oficina e o Teatro do Sesc Pompeia, em São Paulo, bem como o recentemente reaberto Teatro Gregório de Matos, em Salvador. Finn propõe investigar como os edifícios de Lina, não só seus teatros, são espaços dramáticos, tomados de performances do dia-a-dia”, disse. 

O programa de residência teve início em 2013 na sequência da exposição “Lina Bo Bardi Together”, realizada na sede do British Council em Londres. Além de passagens aéreas e ajuda de custo para a permanência no país, o selecionado terá contato com estudiosos da obra da arquiteta e acesso aos seus arquivos.   

A bolsa objetiva destacar a importante contribuição de Lina Bo Bardi para a arquitetura, a cultura e a sociedade, além de difundir internacionalmente o conhecimento de sua obra, fomentando o intercâmbio entre Reino Unido e Brasil no campo da arquitetura e do design. 

Esta foi a primeira ação do British Council no âmbito do Transform, programa de artes e troca entre o Reino Unido e o Brasil na preparação para os Jogos Olímpicos do Rio em 2016. Em 2013, a arquiteta Jane Hall foi a primeira selecionada para a bolsa. Sua pesquisa focava, essencialmente, como a sociedade, a cultura e a noção de “brasilidade” afetou a prática atual da arquitetura no Brasil. Em 2014 a escolhida para a residência, Laura Smith, abordou o impacto que a cultura popular brasileira teve no trabalho de Lina Bo Bardi e como esta herança e traduzida no design contemporâneo do país.

CONTATO
Para mais informações entre em contato com nossa assessoria de imprensa através do email centro.info@britishcouncil.org.br ou ligue para (11) 2106-7500.

Sobre o British Council

O British Council é a organização internacional sem fins lucrativo do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança por meio do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. A organização está presente em mais de 100 países e trabalha com parceiros como os governos em diversas instâncias, organizações não governamentais e iniciativa privada, em ações relacionadas à promoção da língua inglesa, cultura, artes, educação e programas sociais. Informações: www.britishcouncil.org.br

Sobre Finn Beames 

É diretor artístico na “bodycorps”, uma companhia de ópera e teatro fundada em 2011 no Reino Unido. Foi ganhador da edição de 2015 do prêmio “Genesis Future Directors” do célebre teatro britânico Old Vic. Além disso é diretor no programa de escrita “Jerwood Opera”, do Youg Vic, e membro do laboratório de Diretores do Lincoln Theater em Nova York.

Sobre Lina Bo Bardi 

A arquiteta italiana Lina Bo Bardi (1914-1992) chegou ao Brasil em 1946. Fez longas viagens pelo país com o intuito de explorar e assimilar a cultura local, da qual foi forte defensora. Entre suas obras mais famosas estão o Museu de Arte de São Paulo (MASP); o SESC Pompeia; a Casa de Vidro, onde viveu com seu marido Pietro Maria Bardi; além do Museu de Arte Moderna da Bahia, localizado em Salvador, cidade onde morou por cinco anos (1958-1963).