Terça-feira, 30 de Agosto de 2016

British Council terá programação cultural inclusiva para os Jogos Paralímpicos

Com atrações do Brasil e do Reino Unido, atividades incluem apresentações de artistas com deficiência e jovens aprendizes trabalhando na produção

Nas Paralimpíadas de Londres 2012, foi apresentado pela primeira vez o Unlimited, maior programa de comissionamentos de novos trabalhos produzidos por artistas com deficiência já realizado. Na programação preparada pelo British Council para os jogos de 2016 no Brasil, o legado cultural olímpico do Reino Unido é a inspiração.

O British Council trouxe o programa Unlimited de Londres ao Brasil norteado por três eixos de ação principais: políticas públicas, formação e mostra de trabalhos artísticos. Desde 2012 vem sendo construída uma rede de parceiros no Rio de Janeiro e em outras cidades, promovendo atividades de reflexão, debate e formação na área de acessibilidade, inspiradas por modelos e práticas britânicas. Ao longo desses quatro anos, também houve oportunidade de fomento a novas cocriações artísticas entre Brasil e Reino Unido.

“Não é exagero dizer que os Jogos Paralímpicos de Londres foram um divisor de águas na percepção do potencial das pessoas com deficiência. Desde 2012, nós trabalhamos com o Unlimited no Brasil para promover não somente a acessibilidade nas artes, mas também valorizar o potencial da produção dos artistas com deficiência. Esperamos que nossa programação para as Paralimpíadas gere um debate sobre caminhos para aumentar a inclusão no setor cultural”, afirma Martin Dowle, diretor do British Council Brasil.

Na agenda estão os espetáculos The Garden, da companhia britânica Graeae, e Parada Shakespeare, da recém-criada trupe Cia iLtda. Jenny Sealey, codiretora da cerimônia de abertura das Paralimpíadas de Londres 2012 e diretora artística da Graeae, é a grande convidada do British Council e participará de vários eventos sobre acessibilidade no Rio de Janeiro.

A programação também traz pela primeira vez para o Brasil a companhia Scottish Dance Theatre e inclui atividades com profissionais que participam do Backstage to the Future, iniciativa do British Council que capacita jovens que atuam nas áreas técnicas do setor de artes cênicas, incluindo formação em acessibilidade

A agenda marca o encerramento do ciclo do programa Transform, que começou nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e conectou mais de 200 organizações culturais brasileiras e britânicas, incluindo governos, produtores, artistas e grandes festivais, em diversas áreas.  Acessibilidade nas Artes é uma das áreas de legado permanente. do Transform após 2016 e na qual o British Council seguirá atuando.

Confira abaixo a programação do British Council para os Jogos Paralímpicos Rio 2016 (sujeita a alteração): 

 Espetáculo de Dança: Miann, da Scottish Dance Theatre

A consagrada companhia de dança, que completa 30 anos em 2016, vem pela primeira vez ao Brasil. O premiado espetáculo  "Miann", que significa "o desejo ardente de conhecer Deus" em gaélico, aproxima o público dos artistas em uma apresentação sensual e ritualística. A produção do espetáculo conta com a participação dos jovens profissionais do projeto Backstage to the Future.

Parceria com o Celebra - Programa de Cultura do Comitê Olímpico Rio 2016 e Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, com apoio do Creative Scotland, Made in Scotland e Dundee changing for the future.

CONTATO
Para mais informações entre em contato com nossa assessoria de imprensa através do email contato@britishcouncil.org.br ou ligue para (11) 2126-7500.

Serviço

Parada Shakespeare com Cia. iLtda
Um  espetáculo inédito da  recém-criada trupe circense “Cia iLtda”, fruto de uma colaboração de 3 anos entre a Graeae, o circo Crescer e Viver e o People’s Palace Projects, articulada pelo programa Transform. Composta por artistas com e sem deficiência que realizam números de trapézio, lira, perna de pau, equilíbrio e acrobacias. Cegos, cadeirantes e surdos provam que não há limites e que são capazes de superar as barreiras através da arte. A montagem faz referência a cinco obras consagradas: “Romeu e Julieta”, “Hamlet”, “A Megera Domada”, “Ricardo III” e “A Tempestade”. A escolha dessas peças  homenageia os 400 anos de morte do dramaturgo. 

Parte do Projeto “Circo Sem Limites” e do “Polo Carioca de Circo CRESCER E VIVER”, ambos com patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura, cuja verba é decorrente do edital do "Programa de Fomento Olímpico" e do "Programa Viva a Arte”.

Serviço
Dias 6, 13, 14 e 20/09*, às 20h, no Circo Crescer e Viver
Rua Carmo Neto, nº 143, Praça Onze – Centro/RJ
Classificação: Livre  l Capacidade: 240 pessoas 
Entrada gratuita. Retirada de ingressos uma hora antes do espetáculo
*Apresentação do dia 20/09 terá audiodescrição.
Para mais detalhes e imagens, confira o release do espetáculo.

Debate: Unlimited Shakespeare
Um debate com Jenny Sealey, diretora artística da companhia de teatro Graeae e codiretora da cerimônia de aberturadas Paralimpíadas de Londres 2012, e Vinicius Daumas, cofundador e diretor artístico da Companhia Crescer & Viver. Neste evento, eles compartilharão o processo de colaboração entre a Graeae, o circo Crescer e Viver e o People’s Palace Projects nos últimos 3 anos, que culminou na formação de um novo grupo formado por artistas com e sem deficiência, a Cia. iLtda.
Jenny falará sobre o trabalho da companhia e da ótica do acesso como estética artística, ressaltando a importância da obra de Shakespeare como fonte de inspiração para o trabalho do projeto Circo sem Limites.

Serviço
8/9, a partir das 10h, na British House Rio Paralympics 2016
Shopping Metropolitano Barra, Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1300 
Entrada gratuita com inscrições através do site
Evento conta com interprete de LIBRAS (língua brasileira de sinais) e tradução simultânea

Espetáculo The Garden, da companhia britânica Graeae
A produção da companhia britânica Graeae mistura circo, teatro, música ao vivo e tem elenco formado por artistas com e sem deficiência, incluindo a participação de artistas brasileiros. O espetáculo, que foi apresentado durante o Festival Unlimited em 2012, é inédito no Brasil e recria o Jardim do Éden. A peça é inspirada pela obra do poeta William Blake e conta com a participação de jovens aprendizes do programa Backstage to the Future na produção. Parceria com o Celebra - Programa de Cultura do Comitê Rio 2016.

Serviço
Dia 10/9 apresentações às 10 e 14h
Dia 11/9 apresentações às 9h30 e 13h30
Duração da apresentação: 35 minutos l Classificação livre
Local: Praça Mauá, Boulevard Olímpico
Entrada gratuita

O espetáculo traz os recursos de acessibilidade tais como interprete de LIBRAS e audiodescrição integrados à obra. O espetáculo será transmitido ao vivo nos telões da Praça Mauá.

 

Atividades dos programas de formação Transform

Backstage to the Future
Programa de capacitação de jovens profissionais do Brasil e do Reino Unido nas áreas técnicas de produção cênica e eventos. Os jovens terão a oportunidade de participar da montagem de duas grandes produções artísticas que vêm ao Brasil através da curadoria do British Council: Miann (Scottish Dance Theatre) e The Garden (Graeae). O treinamento abrange as áreas de iluminação, sonorização, gerenciamento de palco, acessibilidade para backstage, marketing digital e vivência em língua inglesa. Parceria com o Celebra - Programa de Cultura do Comitê Rio 2016, Secretaria Municipal de Cultura, FUNARTE e IATEC.

Evento aberto ao público: Jornada Criativa – Diálogos de Artes Cênicas entre Brasil e Reino Unido
Profissionais do Brasil e do Reino Unido vão compartilhar experiências sobre os desafios da formação técnica no setor artístico e da integração destas duas áreas no processo criativo. Com a participação de Fleur Darkin, Gringo Cardia, Liz Pugh,Carla Camurati e Jenny Sealy entre outros convidados.

Serviço 
Dia 4/09, das16h30 às 18h30, no Teatro Carlos Gomes
Praça Tiradentes, Centro 
Entrada gratuita e sem necessidade de inscrição. Haverá tradução simultânea

Exposição Scene Change
A Spectaculu – Escola de Arte e Tecnologia realiza a exposição multimídia “Spectaculu: Scene Change/ Brasil e Reino Unido”. Entre os dias 01 e 06 de setembro, a escola exibe na Casa Rio trabalhos em vídeo, figurinos e sketchbooks criados por estudantes brasileiros e britânicos durante ações do projeto de intercâmbio SceneChange, do British Council e People’s Palace Projects. A programação conta com mesas de discussão de profissionais de cultura e educação e visitas guiadas. Parceria com o People’s Palace Projects e apoio da Secretaria de Estado de Cultura, Funarj e Casa Rio.
Scene Change  é um projeto de intercâmbio entre Brasil e Reino Unido que visa promover a troca de experiências no ensino técnico de produção teatral e ópera, promovido pelo British Council e realizado pela People’s Palace Projects no Brasil. O projeto envolve grandes instituições da área: High House Production Park, Creative & Cultural Skills (UK), Theatro Municipal do Rio de Janeiro e a escola sem fins lucrativos Spectaculu. Scene Change é parte do Transform, programa que, desde 2012, realiza parcerias artísticas entre as duas nações.

Serviço
1/09: Abertura para convidados 
2/09: Debate sobre processo criativo
3, 5 e 6/09: Visitação entre 14 e 18h
Endereço: Casa Rio - Rua São João Batista, 105, Botafogo
Entrada gratuita

Sobre o British Council

O British Council é a organização internacional sem fins lucrativos do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança por meio do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. A organização está presente em mais de 100 países e trabalha com parceiros como os governos em diversas instâncias, organizações não-governamentais e iniciativa privada, em ações relacionadas à promoção da língua inglesa, cultura, artes, educação e programas sociais. www.britishcouncil.org.br

Sobre o Transform

O Transform, programa de artes e cultura do British Council, conectou mais de 200 organizações do Reino Unido e do Brasil entre 2012 e 2016. Produtores, artistas e autoridades participaram de iniciativas que estão transformando a maneira como se trabalha em setores como Museus, Orquestras, Acessibilidade nas Artes, Dramaturgia e Teatro e Economia Criativa, com aprendizados mútuos e profundo impacto na formação de novas capacidades e novas lideranças.www.transform.org.br