Segunda-feira, 02 de Fevereiro de 2015

Projeto Conexões de teatro jovem abre inscrições, a partir de segunda-feira (2/2)

Até 27 de fevereiro é possível se inscrever na 9ª edição do projeto, que terá textos de Dib Carneiro Neto,  Marcelo Romagnoli e Stef Smith. Os participantes passam por um intenso processo ao longo do ano: leitura dos textos, workshop com os autores, ensaios e apresentações das peças

Estão abertas as inscrições para a 9ª edição do Projeto de Teatro Conexões 2015 - versão nacional do consagrado Connections do National Theatre de Londres (Inglaterra). O projeto é aberto a grupos teatrais de jovens estudantes, entre 12 e 19 anos, de escolas públicas, particulares e independentes ligados a ONGs da cidade de São Paulo e grande São Paulo. As inscrições podem ser feitas pelo site www.conexoes.org.br, até 27 de fevereiro.  

Anualmente, o Projeto convida autores renomados, nacionais e internacionais, para escrever textos inéditos a serem encenados pelos jovens. Este ano, o Conexões traz Dib Carneiro Neto, jornalista e premiado autor,   ganhador do Prêmio Shell de melhor dramaturgo de 2007 em São Paulo, com a peça Salmo 91. Para o projeto, ele apresentará o texto Meu adulto favorito (título provisório), que mostra jovens, entre 13 e 19 anos, falando sobre as pessoas mais importantes de suas vidas. 

Outro convidado é Marcelo Romagnoli, um dos mais reconhecidos nomes da dramaturgia infanto-juvenil, diretor da Banda Mirim e ganhador de diversos prêmios por espetáculos como Sapecado, Terremota, A criança mais velha do mundo e Menino Tereza. Romagnoli colocará em cena Filosofia geral da revolução (título provisório), uma comédia jovem em cinco atos para um elenco de nove atores. O tema do espetáculo é a ação política, seja por engajamento ou alienação, que acontece no cotidiano de adolescentes.

O projeto também ultrapassa fronteiras ao promover um intercâmbio com dramaturgos de renome internacional. Entre os autores internacionais estará Stef Smith, dramaturga e autora, com especialização em direção na Queen Margaret University de Edimburgo. Atualmente, é mais conhecida pelo texto do sucesso de crítica e de público, a peça RoadKill (Festival de Edimburgo de 2010, 2011). O espetáculo ganhou vários prêmios, incluindo um Fringe First, um Herald Angel e o Amnesty International Freedom of Expression Award (prêmio Liberdade de Expressão da Anistia Internacional). Mais recentemente, a peça ganhou o prêmio Laurence Olivier e viajou em turnê para Londres, Paris, Chicago e Nova York. 

Stef apresentará Remoto, que aborda temas como protesto, poder e proteção.  O texto relata a vida de uma garota que sobe na árvore de um parque para não ser encontrada. No enredo, as vidas de sete adolescentes se entrelaçam ao longo de uma única tarde, enquanto atravessam o parque. 

Ao longo do ano, os jovens que participam do Conexões passam por um intenso processo de aprendizagem, que inclui leitura dos textos, workshop de imersão, ensaios, fórum e apresentação das peças.

 Projeto Conexões – Versão nacional do renomado Connections, do National Theatre de Londres (Inglaterra). No Brasil, é resultado da parceria entre Cultura Inglesa São Paulo, British Council Brasil, Colégio São Luís, National Theatre de Londres e Escola Superior de Artes Célia Helena. 

O projeto Conexões tem o objetivo de fomentar e contribuir para o movimento crítico de teatro jovem, abrir espaço no segmento e formar novos grupos. “Após a Mostra Conexões de Teatro Jovem, os textos são publicados em livro e na web e distribuídos para escolas públicas e bibliotecas municipais, com versões em português e inglês”, ressalta Léo Pelliciari, coordenadora da Escola Superior de Artes Célia Helena. Nesses oito anos, já foram produzidos 35 textos inéditos, publicados em oito livros – as apresentações atraíram mais de onze mil espectadores.

“O Conexões já ultrapassou fronteiras. Samir Yazbek, que escreveu para o Conexões em 2012, foi o primeiro autor brasileiro a ter sua peça também encenada no National Theatre em Londres.” – confirma Laerte Melo gerente cultural da Cultura Inglesa.  

Em 2014, a programação teve a participação do prestigiado ator e diretor-fundador do grupo teatral Parlapatões, Hugo Possolo; do autor formado pelo Royal Court Theatre (Londres) Marcos Barbosa; e de José Arthur Ridolfo, ex-aluno do Colégio São Luís, que fez sua estreia como dramaturgo. Entre os demais autores brasileiros que já produziram peças para o projeto estão: Caco Barcellos, Marcelo Rubens Paiva, Noemi Marinho, Luís Alberto de Abreu, Mário Viana, Sérgio Roveri, Bosco Brasil, Jandira Martini, Newton Moreno, Claudia Schapira, Cássio Pires, Paula Pimenta e Leonardo Moreira. “O intercâmbio entre autores britânicos e brasileiros é enriquecedor para as duas culturas.” aponta Malu Penna, Analista de Projetos do British Council no Brasil. “Os maiores beneficiados com este intercâmbio são os alunos que podem trocar informações com participantes em outros países que estão montando a mesma peça.” comemora Tuna Serzedello, coordenador do Conexões e diretor do Grupo do Colégio São Luís desde o início do Projeto em 2007.

Contato

Para mais informações entre em contato com nossa assessoria de imprensa através do emailcentro.info@britishcouncil.org.br ou ligue para (11) 2106-7500.

Serviço

As inscrições e a participação no projeto são gratuitas e devem ser feitas unicamente pelo site do Conexões: www.conexoes.org.br  

Sobre o British Council

British Council é a organização internacional do Reino Unido para oportunidades educacionais e relações culturais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços através do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. Atua em cinco áreas: Educação, Língua Inglesa, Artes, Esportes e Exames. A organização está presente em mais de 100 países, com parceiros como os governos em diversas instâncias, organizações não governamentais e iniciativa privada. No Brasil, tem escritórios em Rio de Janeiro, Recife e São Paulo. Para mais informações, visite o site www.britishcouncil.org.br.