©

Mat Wright

Chamada encerrada

O British Council Brasil lançou, em 18 de maio de 2017, a chamada Capacitação e Internacionalização do Ensino Superior com o objetivo de apoiar estratégias de internacionalização em universidades brasileiras, com base na experiência de instituições de ensino superior do Reino Unido na área.

O financiamento está disponível para ações que visam valorizar o intercâmbio de conhecimentos e fomentar parcerias de longo prazo entre universidades brasileiras e britânicas, tais como, consultoria, viagens, pesquisas, entre outras. Período de implementação: até 15 de fevereiro de 2018.

Propostas selecionadas

Instituição Proponente Arranjo Instituições Parceiras Título da Proposta
Unicamp Bilateral Cardiff University Building up skills and capabilities by designing a strategic partnership plan between Cardiff University and UNICAMP
Durham University Bilateral UFRJ UFRJ-Durham Academic Partnership Programme
Durham University Bilateral USP USP-Durham Academic Partnership Programme
University of Glasgow Bilateral UFMG World Changers: A multi-disciplinary approach to internationalisation
University of Surrey Bilateral UFG Fostering sustainable relationships between Brazil and the UK: mobility to support internationalisation
Newcastle University Bilateral PUCRS Developing an institutional strategy and practical framework for internationalisation of the curriculum
University of East Anglia Multilateral - USP
- Unicamp
- UFMG
- FGV/EAESP
The Canary Connection: Strengthening Links and Internationalisation between UEA and Brazilian Partner Universities
University of Birmingham Trilateral - University of Nottingham
- Unesp
Fostering Capacity Through Effective Partnerships

Quem pode se inscrever

  • Universidades públicas e privadas brasileiras cujos programas foram avaliados com notas 6 ou 7 na última sessão de avaliação da CAPES, válida em todo o território nacional.
  • Universidades do Reino Unido com interesse na região das Américas e experiência comprovada no desenvolvimento de planos e estratégias de internacionalização.

As propostas devem ser apresentadas, conjuntamente, por uma universidade brasileira e uma universidade do Reino Unido. Cartas de apoio (em papel carta) de autoridades das diferentes instituições envolvidas são também necessárias, conforme descrito no formulário de inscrição on-line.

Chamada encerrada em 3 de julho de 2017. Consulte as normas desta chamada no documento Guidelines for Applicants, disponível na área de Downloads abaixo. 

Perguntas frequentes

O que se entende por programas avaliados com notas 6 ou 7, de acordo com a avaliação quadrienal da CAPES?

Segundo a CAPES, “todos os programas de pós-graduação stricto sensu são submetidos a uma criteriosa avaliação periódica, cujos resultados são publicamente divulgados. Essa avaliação, atualmente, é realizada a cada 4 (quatro) anos". 

As notas vão de 1 a 7, sendo que 3 é a nota mínima para o curso ser reconhecido. Notas 6 e 7 indicam desempenho equivalente ao alto padrão internacional. Programas de nota 7 são aqueles “com desempenho claramente destacado dos demais, inclusive dos de nota 6".

Onde posso encontrar a lista com os programas de notas 6 ou 7?

A última avaliação quadrienal foi realizada em 2013, e você pode encontrar os resultados para notas 6 aqui e para notas 7 aqui.

Minha universidade possui programas com notas 6 ou 7, porém meu curso está abaixo disso. Posso me candidatar?

Gostaríamos de ressaltar que a chamada é institucional – ou seja, se a universidade em que você trabalha possui programas 6 ou 7, ela é elegível. Isso também significa que a proposta enviada deve contemplar um plano relevante para as estratégias de internacionalização da universidade como um todo. 

Se você trabalha com programas avaliados com notas inferiores às da chamada, sugerimos que se associe, de alguma forma, aos programas com notas 6 ou 7 da sua universidade para submeter a proposta.

É importante que a chamada tenha o aval institucional, que pode ser dos departamentos de relações institucionais, internacionais ou qualquer outro pertinente.