Repensando a Violência na América Latina

O objetivo do projeto Repensando a Violência na América Latina é contribuir para um entendimento mais estruturado da violência na região, promovendo práticas e políticas públicas mais eficazes para seu combate. Ao ampliar o alcance atual de trabalhos acadêmicos – publicados ou não, feitos no Reino Unido, México, Brasil, entre outros países – pretendemos explorar a eficácia de modelos alternativos.

Repensando a Violência na América Latina é parte da plataforma Building Movements (Construção de Movimentos) do British Council e desenvolvido em parceria com King’s College London e Goldsmiths College – University of London do Reino Unido; Centro de Estudos da Metrópole (CEM), Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDECAs) em Sapopemba e São Carlos, Centro de Direitos Humanos de Sapopemba (CDHS), Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP) e Coletivo Rebento do Brasil; Centro de Investigaciones y Estudios Superiores en Antropología Social (CIESAS) e El Colegio de Michoacán (Colmich) do México.

O que produz a violência?

Realizado em São Paulo em 2017, o curso O que produz a violência? pretendeu qualificar a compreensão das causas da violência na América Latina a partir da troca de experiências entre pesquisadores e profissionais do Brasil, Reino Unido e México diretamente vinculados a esse debate, incluindo representantes do executivo, legislativo, sistemas de justiça e de proteção social, segurança pública e privada, movimentos sociais, jornalistas, sociedade civil, educadores, profissionais da saúde e assistência, entre outros. 

Veja mais informações sobre o curso na brochura disponível na área de downloads.

Como resultado do curso, foram produzidos seis vídeos abordando diferentes aspectos da questão, além de apresentar exemplos de boas práticas no Brasil. Assista aos vídeos no YouTube ou no Facebook.

Links externos