Casa Europa - FLIP 2018
Date
Quinta-feira, 26 de Julho de 2018 - 11:00Sexta-feira, 27 de Julho de 2018 - 18:00

Como parte da programação da Feira Literária Internacional de Paraty (FLIP-2018), o EUNIC Brasil - grupo formado pelas organizações culturais europeias como o British Council, o Consulado Geral da Hungria, o Goethe-Institut, o Instituto Cervantes, o Instituto Cultural da Dinamarca, a Aliança Francesa, o Istituto Italiano di Cultura e a Pro Helvetia - está promovendo um novo espaço cultural: a Casa Europa.

A iniciativa, que é uma colaboração entre o Rio e São Paulo visando a promoção do diálogo entre os diferentes setores culturais e entre as sociedades civis no Brasil e na Europa, trará, durante a feira, escritores e especialistas europeus e brasileiros, que irão debater, no Museu de Arte Sacra, sobre questões relacionadas a Maio de 1968 - marcando os 50 anos da data de importantes acontecimentos culturais na Europa - e também uma exposição de fotografias em torno do tema no Edifício Anexo.

Entre os especialistas convidados que participarão dos debates, estão:

  • Michael Goldfarb: jornalista, autor e podcaster inglês. Nos últimos 30 anos, relatou conflitos, resolução de conflitos e cultura de 25 países nos cinco continentes. É o autor de A Guerra de Ahmad, A Paz de Ahmad: Sobrevivendo Sob o Saddam, Morrendo no Novo Iraque e de Emancipação: Como Libertar os Judeus Europeus do Gueto que Levou à Revolução e à Renascença. Atualmente faz documentários de rádio para a BBC e apresenta o podcast FRDH: Primeiro Rascunho da História.
  • Lutz Taufer: alemão, ex-integrante do SPK e do Baader-Meinhof a partir de 1974. Participou da ocupação da embaixada alemã em Estocolmo em abril de 1975. Em 1977 foi condenado duas vezes à prisão perpétua e passou 20 anos na prisão em regime de isolamento. Após sua libertação trabalhou em uma ONG brasileira nas favelas do Rio de Janeiro. Durante a FLIP, lançará sua biografia Atravessando Fronteiras. Da guerrilha urbana na Alemanha ao trabalho comunitário em favelas no Brasil.
  • Massimo Canevacci: antropólogo, etnógrafo e escritor italiano. Professor de Antropologia Cultural na Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade “La Sapienza” (Itália). Doutor em Letras e Filosofia, é um notório teórico da contemporaneidade e da cidade. Como antropólogo, expõe e explica a metrópole contemporânea e a influência das mídias digitais. Durante a FLIP, lançará Culturas eXtremas: mutações juvenis nos corpos das metrópoles.
  • Nina Reusch: historiadora alemã, estudou História, Estudos de Gênero e Sociologia na Universidade de Freiburg (Alemanha). De 2010 a 2014 escreveu sua tese de doutorado sobre história popular na Alemanha Imperial (1890-1913). Em 2016 foi responsável por um projeto sobre a história LGBTIQ em Baden e Württemberg na Universidade de Stuttgart. Desde 2017, trabalha como professora na Universidade Livre de Berlim no departamento de didática da história.
  • Niels Hav: poeta e contista dinamarquês com contos e poemas traduzidos para mais de 10 idiomas. Participou de diversos festivais internacionais de poesia na Europa, Ásia, América do Norte e do Sul. Lançou, em ingles, uma coleção, intitulada We Are Here. Em seu idioma natal, publicou três livros de contos e seis coleções de poesia. Durante a FLIP, lançará seu primeiro livro na língua portuguesa: A Alma Dança em seu Berço, pela Editora Penalux.

Confira mais detalhes sobre o evento aqui.