Cartaz do filme The Great Green Wall
Cartaz de divulgação da produção britânica A Grande Muralha Verde (The Great Green Wall), um dos filmes que fará parte da mostra cinematográfica "Futuros Presentes - Cinemas Europeus".
Date
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2021 - 10:00Terça-feira, 06 de Abril de 2021 - 23:59
Location
Evento 100% on-line

A mostra cinematográfica on-line Futuros Presentes - Cinemas Europeus vai trazer a exibição de um filme por semana, durante seis semanas, a partir de 24 de fevereiro.

Os seis filmes representarão os países membros do polo de São Paulo da EUNIC (European Union National Institutes for Culture), composta por reúne British Council, Aliança Francesa, Instituto Cultural da Dinamarca, Goethe-Institut, Instituto Cervantes, Instituto Frances do Brasil e Instituto Italiano di Cultura.

A mostra de cinema virtual é realizada em parceria com SESC São Paulo e Delegação da União Europeia no Brasil (DUE).

Além do entretenimento proposto pelos filmes, por meio da mostra, serão levantados reflexões e debates a cerca de temas globais contemporâneos, como a mudança climática.

O filme de abertura dessa primeira edição será a produção britânica A Grande Muralha Verde (The Great Green Wall), dirigido por Jared P. Scott e coproduzido pelo cineasta brasileiro Fernando Meirelles em parceria com a ONU. O filme ficará disponível durante as seis semanas de duração da mostra.

Como atividade paralela, a mostra de cinema Futuros Presentes - Cinemas Europeus também contará com debates e conversas sobre desenvolvimento sustentável, desertificação e reflorestamento com representantes do filme, British Council, SESC-SP e ONU. 

Os demais títulos da programação, assim como datas e horários das atividades paralelas serão anunciados no site do Sesc Digital.

Sobre A Grande Muralha Verde (The Great Green Wall)

Documentário | 92 min | cor | 2019 | Reino Unido

O filme acompanha Inna Modja, cantora e ativista do Mali, em uma jornada épica pela Grande Muralha Verde da África —uma iniciativa ambiciosa para fazer crescer um "muro" de oito mil quilômetros de árvores que se estende por toda a largura do continente para restaurar a terra e fornecer um futuro para milhões de pessoas.