A Associação Conselho Britânico tem o interesse na contratação de empresa especializada em prestação de serviços de produção de conteúdo e curadoria na área de educação.

Prazo final para envio das propostas pelos fornecedores:  24/09/2020, às 13h

Informar fornecedor selecionado de aceitação da proposta: 30/09/2020

Mais informações abaixo

Sobre o projeto

O British Council faz parte de um consórcio de organizações com a Fundação Lemann (liderança), Instituto Reúna e Associação Nova Escola que, com financiamento do Governo Britânico, está desenvolvendo o programa Skills for Prosperity. A iniciativa visa alcançar um nível mais alto de prosperidade no Brasil por meio de uma mudança significativa no ensino da Língua Inglesa e a proposta de potencializar o crescimento econômico inclusivo no Brasil melhorando, no longo prazo, a empregabilidade e as oportunidades de trabalho da população, entre outros resultados que impactarão positivamente potenciais beneficiários.

Com duração de 2020 a 2023, o programa aborda políticas e padrões para o ensino da Língua Inglesa em âmbito nacional ao mesmo tempo em que realiza atividades mais direcionadas, como desenvolvimento de material didático e formação de professores, em cinco estados-piloto. Essas ações abrangem desde os Anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), ao Ensino Médio, Ensino Técnico e Profissionalizante (1º ao 3º ano) e Ensino Superior (formação de professores). A expectativa é impactar 16 milhões de estudantes (direta e indiretamente) e 126 mil professores e professoras de escolas públicas.

Como parceiro especialista em Língua Inglesa no programa, o British Council1 cumpre um papel de assessoria técnica estratégica contínua nas questões de ensino e aprendizagem do idioma, políticas públicas, formação docente, estratégias para programas e parcerias, entre outros temas. Para isso, realiza análises, revisões críticas, discussões e colaborações para a concretização das atividades do Skills for Prosperity.

Um aspecto relevante que deverá ser considerado em todas as etapas do programa de forma transversal, também coordenado pelo British Council, é a questão da equidade, diversidade e inclusão (EDI) para a redução de desigualdades. A partir do foco em gênero e inclusão social (Gender and Social Inclusion, GSI), uma estratégia foi elaborada para o programa, com frentes de atuação prioritárias, princípios norteadores e atividades a serem implementados.

Além disso, o British Council coordena o desenvolvimento do Observatório para o Ensino da Língua Inglesa, uma plataforma de disseminação de resultados do programa, compartilhamento de referências nacionais e internacionais, práticas e recursos de ensino-aprendizagem, bem como dados do setor de forma a apoiar educadores, gestores, tomadores de decisão, formuladores de políticas públicas e pesquisadores por meio de informação e conhecimento. A plataforma encontra-se em fase de produção devendo estar disponível para os trabalhos de preparação de lançamento a partir de outubro de 2020 e para o público a partir de novembro.

Considerando esse escopo, uma empresa especializada em produção e curadoria de conteúdo na área de educação será contratada pelo British Council para atividades do Observatório para o Ensino da Língua Inglesa conforme o briefing apresentado a seguir.

Serviços requisitados

1. Levantar, propor e discutir pautas junto à equipe do British Council a partir de documentos produzidos no programa Skills for Prosperity, de estudos do British Council, de outras organizações da área de educação e inglês, e de fontes de informação (em português e inglês);

2. Coletar, interpretar e preparar conteúdos baseados em dados de educação como Censo Escolar, Censo do Ensino Superior, pesquisas acadêmicas e técnicas da área, entre outras.

3. Elaborar conteúdos textuais para serem publicadas no portal do Observatório de Língua Inglesa, incluindo a apuração e busca de informações complementares e entrevistas, conforme cada caso;

4. O tamanho estimado para os textos é entre 4.000 e 6.000 caracteres com espaços, podendo ser acordadas variações com o British Council, a depender do assunto do texto;

5. Quando for o caso, solicitar fotos, vídeos ou outros materiais autorais dos entrevistados com a assinatura do termo de permissão de uso, em modelo fornecido pelo British Council;

6. Submeter as produções para validação editorial e realizar os ajustes e complementos solicitados, garantindo que haja espaço no cronograma de trabalho para esse processo, que pode ocorrer mais de uma vez;

7. Entregar todos os textos em português e traduzidos para o inglês (grafia britânica), com revisão completa (ortografia, estilo, padronização), indicação de links, fotos, disposição de títulos, subtítulos e outros recursos, conforme necessários. O British Council possui um banco de imagens de onde as fotos poderão ser obtidas;

8. A partir da apuração para a produção dos textos, indicar fontes de informação para serem indexadas ou disponibilizadas na área de biblioteca do Observatório. Exemplo: artigos científicos citados como fonte em um texto poderão ser indexados na lista de artigos de referência do Observatório, como um conteúdo de curadoria da plataforma;

9. Realizar o upload dos conteúdos para publicação no site do Observatório e, quando for o caso, realizar correções e atualizações quando solicitado;

10. Ter disponibilidade para reuniões online junto às equipes do British Council no período da contratação em horário comercial do Brasil.

Requisitos Contratuais e Políticas da empresa

  • O fornecedor selecionado deverá disponibilizar a prestação serviços para Associação Conselho Britânico (British Council) principalmente na cidade de São Paulo.
  • A vigência contratual será de 12 (doze) meses após a assinatura do contrato.
  • Ao submeter esta proposta de serviços os potenciais fornecedores confirmam que estão cientes e de acordo com as políticas da Associação Conselho Britânico disponíveis em: https://www.britishcouncil.org.br/politica-privacidade https://www.britishcouncil.org/organisation/transparency/policies; e também se comprometem a conduzir a execução dos serviços a serem contratados de acordo com os melhores padrões profissionais, por conta própria ou com o auxílio de terceiros, de acordo com as melhores técnicas profissionais com estrita observância às leis, regras ou regulamentos vigentes.
  • Ao enviar esta Solicitação de Envio de Proposta, a Associação Conselho Britânico não incorrerá em qualquer vínculo contratual com potenciais fornecedores.
  • A Associação Conselho Britânico não se responsabiliza por quaisquer custos decorrentes da elaboração da proposta pelos fornecedores.

Esclarecimentos e Instruções para envio da proposta

Deverá ser observado o Cronograma do processo de recebimento, avaliação e seleção da proposta presente neste documento.

Solicitações de esclarecimento e envio da proposta final deverá ser exclusivamente via e-mail linguainglesa@britishcouncil.org.br (no máximo até 5MB por e-mail), em que o título do e-mail deverá ser “Proposta de serviço de Produção e Curadoria de Conteúdo: Nome da Empresa”.

Para acessar o Request for Proposal (RFP) completo, faça o download do PDF disponível na seção de "Downloads" desta página.