Parte dos finalistas do FameLab Brasil 2017. Foto: Marcos Gouvea.

 

Lançado em 2005 pelo Festival de Ciência de Cheltenham, no Reino Unido, o FameLab tem como objetivos promover a aproximação entre cientistas e público em geral e incentivar o desenvolvimento de competências de comunicação entre pesquisadores.

Com a realização do British Council em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, MCTIC/CNPq, a Confap/FAPs participantes, a Fapesp e o Museu do Amanhã, esta é a terceira edição do FameLab no Brasil e a primeira em que não bolsistas puderam se inscrever.

Para saber mais sobre os critérios de elegibilidade, consulte o edital completo (Chamada de Propostas) na área de downloads no final desta página.

Inscrições encerradas em 11 de março de 2018.

Critérios de avaliação

Comitês formados por cientistas, especialistas em comunicação e jornalistas indicados pelo British Council e demais parceiros nesta competição selecionarão os candidatos em por meio de processo competitivo que avaliará em todas as etapas os seguintes critérios:

CONTEÚDO

O conteúdo das apresentações deve ser factualmente correto e cientificamente válido. Se houver controvérsia ou hipóteses diferentes acerca do tópico escolhido, estas devem ser contempladas na apresentação. 

O tópico deve ser adequado para uma audiência pública e diversificada e explicado de forma coerente.

A apresentação não deve exceder 3 minutos, portanto o tema escolhido deve ser compatível com o tempo definido, de modo que não se caracterize por um volume excessivo e desarmônico de informações.

O processo ou fenômeno explicado deve ser contemplado na apresentação de um modo simples, porém acurado e que demonstre ligação, relevância ou impacto no cotidiano/vida prática.

Caso o tópico científico seja amplamente conhecido, recomenda-se que a apresentação tenha um enfoque/ângulo inovador acerca do assunto.

CLAREZA

Um dos intuitos do FameLab é que o público geral possa ser capaz de transmitir o conhecimento adquirido com a apresentação para outras pessoas. Deste modo, clareza é crucial para a comunicação científica efetiva. A estrutura da apresentação deve ser precisa e coesa no contexto do tema relacionado, permitindo que a audiência e o comitê avaliador entendam não somente o processo ou fenômeno que está sendo explicado, mas também consigam identificar qual o objetivo central/tema da apresentação. 

Além disto, o vocabulário técnico empregado deve ser explicado de modo claro. Quando necessário, o(a) candidato(a) poderá fazer uso eficaz e limitado de materiais de apoio portáteis.

CARISMA

A apresentação deve cativar e inspirar a audiência e o comitê avaliador acerca do tópico escolhido. O(a) candidato(a) deve empregar a qualidade do carisma em sua explicação e deve ter a ser capaz de compartilhar não apenas o conteúdo científico, mas sua paixão pela ciência.

O(a) candidato(a) pode fazer uso de metáforas, exemplos e comparações, estimulando a imaginação da audiência com a finalidade de explicar o tópico. Ele ou ela também deve demonstrar fluência comunicativa, indicando confiança em sua fala/explanação e fazendo bom uso do espaço físico de sua apresentação. 

Próximas etapas do concurso

Anúncio dos semifinalistas | 9 de abril de 2018

Confira a lista de semifinalistas aqui

Masterclass 1 I 23 de abril de 2018

Os 30 semifinalistas selecionados participarão de uma etapa de treinamento intensivo, em inglês e sem tradução simultânea, com uma equipe de especialistas em Comunicação Científica que os preparará para a semifinal. O local de realização dessa etapa será no Museu do Amanhã, na cidade do Rio de Janeiro.

Semifinal Nacional I 24 de abril de 2018

Apresentação dos 30 candidatos selecionados, ao vivo em português, perante comitê avaliador e convidados. A apresentação oral na Semifinal tem de ser diferente da realizada na fase de inscrição anterior, embora o tópico possa ser o mesmo. Neste momento, o comitê avaliador define os 10 participantes que seguem para a próxima fase. O local de realização dessa etapa será no Museu do Amanhã, na cidade do Rio de Janeiro.

Masterclass 2 I 25 e 26 de abril de 2018

Os 10 finalistas selecionados participarão de mais uma etapa de treinamento intensivo, em inglês e sem tradução simultânea, com uma equipe de especialistas em Comunicação Científica que os preparará para a Final Nacional, a qual ocorrerá no dia seguinte à conclusão do Masterclass. O local de realização dessa etapa será no Museu do Amanhã, na cidade do Rio de Janeiro.

Final Nacional I 27 de abril de 2018

Apresentação dos 10 finalistas, ao vivo em português, perante o público (evento aberto) e comitê avaliador. A apresentação oral na Final Nacional tem de ser diferente da realizada nas fases anteriores de inscrição e semifinal, embora o tópico possa ser o mesmo. O local de realização dessa etapa será no auditório do Museu do Amanhã, na cidade do Rio de Janeiro. O vencedor nacional representará o Brasil no FameLab International, na Inglaterra.

Quer garantir o seu lugar no auditório para assistir à final nacional? Inscreva-se aqui.

FameLab International | 4 a 10 de junho de 2018

O vencedor da final nacional representará o Brasil no FameLab International durante o Festival de Ciência de Cheltenham, que acontecerá de 4 a 10 de junho de 2018 na Inglaterra.

Todas as atividades do FameLab International, bem como a apresentação oral nas etapas classificatórias da competição internacional, serão realizadas em inglês, sem tradução. 

As despesas de transporte, hospedagem e alimentação do candidato brasileiro serão custeadas pelo British Council, conforme especificado nos termos e condições do concurso (disponível para download no final desta página).