Homem tentando aprender a falar em ingles
©

Jcomp - br.freepik.com

Aprender um novo idioma, principalmente o inglês, é a necessidade hoje de milhões de pessoas ao redor do mundo, e no Brasil não é diferente.

Seja para mudar de emprego, viajar para o exterior, fazer intercâmbio, morar ou estudar em outro país, falar inglês é parte fundamental desse processo. Pode ser que numa viagem de turismo, você consiga se virar sem falar o idioma, mas para estudar ou trabalhar, grande parte das empresas e instituições exigem algum nível de entendimento do idioma.

Para quem deseja fazer um teste de proficiência de inglês para saber qual seu nível antes de tentar ingressar em uma universidade ou empresa estrangeira, exames como o IELTS e TOEFL, também analisam a sua fala.

O IELTS Speaking é uma das partes que mais preocupam os estudantes, muitos temem que a insegurança e o nervosismo tome conta na hora da avaliação e não consigam demonstrar seus conhecimentos. Por isso, preparamos este artigo para falar um pouco das dificuldades que as pessoas enfrentam para falar inglês.

Caso você se identifique com algum dos pontos abordados no decorrer deste artigo, veja também nossas dicas para te ajudar a superar estas dificuldades.

Quais as maiores dificuldades que as pessoas enfrentam para falar inglês?

Provavelmente, você ou algum conhecido que está na jornada para aprender inglês já devem ter dito frases do tipo “Inglês não é para mim” “Eu não levo jeito para falar inglês” “É muito complicado” e outras coisas do gênero. Não vamos dizer aqui que falar inglês é a tarefa mais fácil do mundo para alguém que não é nativo do idioma, porém não deve ser o objetivo mais difícil de ser alcançado. Afinal, milhões de pessoas não-nativas falam o idioma. Então é possível.

Quem deseja se sair bem no IELTS Speaking, no TOEFL Speaking ou ainda no FCE Speaking, que são seções de testes de proficiência da língua inglesa, certamente deve ter alguma destas dificuldades a vencer:

Não consegue falar

Essa deve ser a maior de todas as alegações a respeito de falar inglês. Muitas dizem que conseguem ler, escrever e até entender muito sobre o idioma falado, mas hora de conversar.... Isso acontece principalmente, pela falta de prática, não tem como ser bom em algo que você nunca fez ou fez uma vez e não tentou mais. O ditado que diz que a prática leva a perfeição faz total sentido neste caso. 

Inclua o Speaking na sua rotina o máximo de vezes possível, aproveite todas as oportunidades de falar inglês. Seja com amigos, conhecidos, professores ou através de aplicativos e sites, apenas não desperdice nenhuma chance de falar.

Medo e insegurança

Essa pode ser uma justificativa para o tópico anterior, muitos estudantes de inglês não falam o idioma por medo de errar. A primeira coisa a se atentar é: como você vai aprender ou se aperfeiçoar se não errar? Nós aprendemos com os erros e isso é bom. 

Imagine estar conversando em inglês com alguém e errar uma frase ou se esquecer de uma palavra, no momento em que o outro te ajuda a corrigir seu erro ou a se lembrar de uma palavra, aquele momento fica gravado e você, provavelmente, não cometerá o mesmo erro ao falar inglês na próxima vez.

Timidez

Esse traço de personalidade aflige muitas pessoas que precisam se sair bem no IELTS Speaking, no TOEFL Speaking ou no FCE Speaking.

A timidez e a vergonha podem fazer com que o aluno trave e não consiga colocar em prática tudo o que sabe. Procure respirar fundo e, quem sabe, até dizer para o examinador que está nervoso ou que é tímido, em inglês. Fale sozinho, em voz alta, treine com amigos e pessoas próximas e pense: ser tímido não precisa te impedir de alcançar seus objetivos.

Pronúncia

Existem muitas diferenças entre o português, nosso idioma nativo e o Inglês, é normal ter dificuldades para pronunciar palavras específicas quando se está aprendendo a falar inglês. O som do th ou do rl, em palavras como through ou world, dão calafrios em muitos estudantes, mas é importante se lembrar que, estes sons são novidades para os brasileiros. Não temos esses sons nas palavras em Português e somente com a prática, será possível alcançar uma pronúncia satisfatória.

E não pense que apenas candidatos que estão em níveis mais básicos de inglês têm dificuldades de pronúncia, em todos os níveis vão existir palavras que serão mais difíceis do que outras para cada aluno. Além do que, pessoas nativas da língua inglesa também têm dificuldades para pronunciar palavras em Português. Principalmente palavras com ão, nhão, isso porque estes sons não são comuns para eles. Então, não se esqueça, todos passam por dificuldades em algum nível.

Inconsistência

A falta de foco e de prática constante também é uma das maiores causas de dificuldade dos estudantes. Não há como falar inglês em algum nível de fluência praticando apenas uma vez por mês. Por isso, vale repetir: pratique inglês sempre que possível. Monte uma rotina de estudos que inclua o treinamento de todas as habilidades (Listening, Writing, Reading e Speaking), dê atenção a todas e a cada uma.

Leia em voz alta, ouça músicas e cante junto com o cantor, assista filmes com o áudio em inglês e legenda em inglês. Escreva textos, artigos, um diário ou qualquer outra coisa que faça com que você tenha contato com o idioma.

Ao praticar todas as habilidades, com certeza, vai fortalecer sua capacidade de falar inglês. Ao ler livros, artigos e matérias diversas no idioma você conseguirá entender a estrutura das frases, além de ganhar vocabulário. Enquanto ouve músicas ou assiste a conteúdos em inglês, consegue aprender a pronúncia das palavras. Sendo assim, todos os caminhos levam a melhora do seu Speaking.

Falta de tempo

Muitos estudantes que almejam aprender inglês acabam desistindo no meio do caminho por não conseguirem encaixar os estudos na rotina. Diversos alunos precisam trabalhar, estudar, cuidar dos afazeres domésticos e da vida social, olhando assim não parece mesmo sobrar tempo para se dedicar a falar inglês.

Porém, sempre é possível driblar a agitação do dia a dia e conseguir pelo menos 30 minutos por dia para se dedicar ao idioma. Por exemplo, ouça um podcast ou uma entrevista enquanto se desloca de casa para o trabalho.

Leia um artigo ou algumas páginas de um livro no seu horário de almoço, converse com um amigo ou use um aplicativo para falar inglês antes de dormir. Com um pouco de jogo de cintura é possível encaixar os estudos na sua rotina.

Não permita que a rotina agitada, a timidez ou a falta de tempo te afaste da sua meta de se sair bem no IELTS Speaking, no TOEFL Speaking ou no FCE Speaking.  

O que fazer para diminuir as dificuldades para falar inglês?

Dedicação, esforço e preparação já devem estar na sua lista de prioridades para aprimorar seus conhecimentos no inglês. Dificuldades sempre vão existir, mas com um pouco de persistência você pode passar por elas. Além disso, você não precisa enfrentar esse percurso até o dia de realizar o seu teste de proficiência da língua inglesa.

O British Council conta com diversos conteúdos, materiais e ferramentas para te auxiliar nesta jornada. E o melhor, diversos destes materiais são de graça. No site do British Council você encontrará vídeos, artigos, depoimentos, aplicativos e diversos conteúdos para te auxiliar a falar inglês de forma assertiva. Falando em site, aplicativos e vídeos, o que pode te ajudar a melhorar o seu Speaking e arrasar no IELTS Speaking, é a tecnologia.

Hoje em dia, a tecnologia se tornou nossa maior aliada em diversos aspectos e no estudo de idiomas não é diferente. Veja só: Baixe aplicativos que te ajudem a estudar de maneira mais rápida e dinâmica, muitos destes aplicativos são gratuitos e podem ser muito úteis no dia a dia. Existem apps que associam palavras a imagens, fazendo com que você visualize e ouça a pronúncia, tornando mais fácil e divertido o processo de aprendizagem. Outros aplicativos oferecem ferramentas de dicionário online, para que você saiba o significado da palavra com explicações em inglês.

Além disso, estas ferramentas também oferecem sinônimos e conjugação de verbos.

É claro que para melhorar suas habilidades no Speaking, existem aplicativos específicos. Os apps estão cada vez mais criativos quando se trata de estimular o aprimoramento do inglês. Você pode cantar acompanhando a letra da música, pode fazer exercícios de escuta e repetição que te darão um retorno sobre a sua qualidade ao falar inglês e também sobre a compreensão da sua pronúncia. Os aplicativos de streaming de música também oferecem a possibilidade de acompanhar a letra. Aproveite para treinar enquanto se diverte com seu artista estrangeiro preferido.

Aproveite como a tecnologia liga pessoas dos mais distantes cantos do planeta e faça amigos e treine seu Speaking com nativos. Não é muito difícil encontrar um app de papo com bate-pessoas que falam inglês. Assim você consegue aprender expressões, gírias, palavras mais usadas e enriquecer seu vocabulário enquanto faz amigos pelo mundo. Grande parte dos candidatos que realizam o teste de proficiência de inglês almejam estudar e/ou trabalhar no exterior.

Alguns apps permitem que a pessoa escolha o país e a cidade de quem quer conversar, este já é um bom modo de fazer amigos antes de se mudar para o país que pretende passar algum tempo. Para aqueles que amam jogos online, este é um bom jeito de aprimorar suas habilidades e conseguir uma boa nota no IELTS Speaking, no TOEFL Speaking ou no FCE Speaking. Isso porque a maioria dos jogos estão em inglês e alguns precisam que os jogadores conversem e tracem estratégias para avançar no game.

Sendo assim, enquanto se diverte o estudante pode aprimorar sua capacidade de fala. Mas acima de todas estas dicas, faça o que mais te der prazer. Escolha quais opções melhor se encaixam e mais tem a ver com sua vida e estude a partir delas. Quando você estuda inglês com livros, filmes, séries, jogos e outras coisas que sejam do seu agrado, fica mais fácil se dedicar. Claro que nem sempre é possível estudar somente o que e com o que se gosta, mas sempre que possível faça estas escolhas.

Diferenças entre IELTS Speaking, TOEFL Speaking e FCE Speaking

Agora que você já sabe o que te impede de falar inglês, conseguiu várias dicas para estudar, treinar e aprimorar sua capacidade de falar outro idioma, vamos falar um pouco mais sobre como funciona a seção Speaking de cada um destes testes de proficiência da língua inglesa.

IELTS Speaking

O primeiro ponto a ser dito sobre o IELTS Speaking é que esta seção do exame não é realizada no mesmo dia que as demais etapas (Wrinting, Reading e Listening).

O candidato pode realizar a etapa presencialmente ou através de videoconferência.

A etapa final da prova consiste em uma entrevista apenas entre o candidato e o examinador, nada de interferências de terceiros ou barulhos que possam distrair o aluno.

A escala de avaliação varia entre 1 e 9 e as provas orais costumam ser gravadas para o caso de contestação.

Para estudantes que vão prestar o teste de proficiência IELTS Academic ou o IELTS General Training, vale lembrar que a etapa de avaliação oral é a mesma para ambos.

O Speaking costuma durar entre 12 e 14 minutos e costuma ser dividido em etapas. Na primeira, também chamada de Introdution and Interview o examinador questiona o candidato sobre tema gerais como, família, amigos, trabalho, lazer, estudos, em geral são assuntos do cotidiano.

Na segunda etapa, a Long Turn, o estudante recebe um card com um tema específico e tem que discorrer sobre o mesmo.

Deve apontar os principais pontos e explicá-los. Já na terceira e última parte, Discussion, o examinador faz perguntas mais abrangentes sobre o tema discorrido na etapa anterior ou algo inédito.

Procure dar respostas completas, principalmente na segunda etapa, frases muito curtas não são uma boa opção.

Tente falar o máximo possível, afinal todo o esforço para ser uma pessoa que consegue falar inglês deve ser demonstrado.

Mas não se esqueça, fale apenas dentro do tem abordado e dentro do tempo permitido. Caso o estudante ultrapasse o tempo máximo de prova, o examinador poderá interrompê-lo.

Na primeira parte da avaliação, o examinador pode questionar sobre sua profissão, área de estudo ou o que faz para viver.

Na segunda etapa, o estudante pode receber um card pedindo para que ele fale sobre sua última viagem de férias, como foi, com quem viajou, como era o lugar etc.

Já na etapa final, o aluno pode ter que responder perguntas sobre prós e contras de ser adulto, por exemplo.

Não há como saber o que será perguntado para cada estudante no IELTS Speaking, por isso, a preparação é fundamental.

Além de se dedicar a falar inglês, o candidato deve se preparar para falar sobre temas diversos.

Serão avaliadas suas habilidades de se expressar de forma clara e objetiva, o uso correto da gramática, a pronúncia e a diversidade de vocabulário.

Aos candidatos: não tenham medo de pedir para repetir a questão quando não compreender o que o examinador perguntou.

Caso perceba que cometeu um erro, diga algo do tipo “Sorry, I meant to say...” e continue.

Para entender melhor os critérios de avaliação e como se preparar, visite o site do British Council e confira as dicas de especialistas no assunto: videos IELTS

TOEFL Speaking

O aluno tem cerca de 20 minutos para responder a seis questões e pontuação pode variar entre 0 e 30 pontos, cada questão respondida é avaliada entre 0 e 4.

Ao fim do teste, a combinação das tarefas executas é convertida em um resultado. As respostas devem ter entre 40 e 60 segundos de duração e precisam ser gravadas no computador com o auxílio de um microfone.

As perguntas consistem em duas questões iniciais do chamado Independent, a primeira questão é com um tema aberto e para a segunda, o aluno deve escolher entre duas opções e falar sobre a escolhida.

Nesta etapa, o candidato deve responder sobre um tema genérico como férias ideais, dizer o que prefere e basear suas respostas em argumentos convincentes.

Já para a segunda parte, o Integrated o estudante precisa ler textos curtos e ouvir alguns áudios sobre aulas ou temas acadêmicos e falar sobre o que ouviu, explicando o áudio como uma resenha. O tempo de duração de cada questão nesta etapa é de 60 segundos.

Para a última etapa, o candidato deve ouvir um áudio de até 2 minutos e responder a uma questão sobre a gravação em questão.

Este exame de proficiência na língua inglesa, permite 20 segundos de preparação entre uma questão e outra. 

O aluno precisa responder às questões de forma clara e apontar motivos que o levaram a responder desta maneira.

Busque utilizar exemplos palpáveis para embasar suas respostas e não se esqueça de se concentrar no tema. Nada de devaneios.

Construa sua resposta como uma mini redação, como introdução, desenvolvimento e conclusão. Seja claro, coeso e objetivo e procure manter a calma.

FCE Speaking

First Certificate in English (FCE) ou B2 First, visa avaliar a capacidade de compreensão e expressão do candidato que deseja estudar, trabalhar ou morar em um país de língua inglesa.

Para que o candidato seja avaliado ao falar inglês, ele deve conversar por alguns minutos com o examinador e mais um aluno que esteja realizando o teste também.

A duração desta etapa do teste é de cerca de 14 minutos por dupla de candidatos e a prova é dividida em 4 partes.

As 4 etapas têm como objetivo avaliar a eficácia da comunicação oral do estudante na presença de terceiros. Por isso, o teste é feito em duplas.

A etapa inicial consiste no entrevistador fazendo perguntas para saber sobre seus interesses pessoais, hobbies etc.

O candidato tem até 2 minutos para falar sobre o tema. Na parte seguinte do teste, o aluno deve falar por 60 segundos a respeito de fotografias que lhe serão mostradas.

O parceiro de teste falará por 30 segundos sobre fotografias distintas e cabe ao primeiro ouvir e falar sobre o que foi dito depois.

Na terceira fase da avaliação, os candidatos devem entrar em consenso sobre o material e a tarefa a ser realizada.

Ambos devem chegar a uma conclusão juntos. O tempo para realizar a atividade é de 3 minutos.

A parte final consiste nos dois candidatos conversando entre si por intermédio do examinador que fará perguntas sobre as etapas anteriores.

Os estudantes devem justificar suas respostas e o tempo de duração é de 4 minutos.

Aconselha-se aos candidatos treinarem para falar sobre si mesmo, adquirir habilidades de autoconfiança e treinar como justificar suas respostas de forma certeira. E não se esqueça: nada de monossílabos.

Dicas para se sair bem ao falar inglês no IELTS Speaking

Depois de entender quais os pontos de dificuldade enfrentados por quem deseja falar inglês, aprender como utilizar as tecnologias ao seu favor, saber mais sobre os recursos gratuitos disponibilizados pelo British Council, chegou a hora das dicas finais para arrasar no seu Speaking. Confira:

  • Pratique as habilidades que são mais avaliadas na etapa oral dos testes. Procure falar mais e fugir de frases muito curtas, utilize os recursos léxicos, explore o vocabulário e saia do comum, aprimore sua pronúncia e fale na entonação que o discurso pede. Não se preocupe com sotaque, se sua pronúncia estiver correta, o examinador entenderá. Explore seus conhecimentos gramaticais e use diferentes estruturas frasais.
  • Como dito anteriormente, saia do comum e do básico, enriqueça o seu vocabulário. Você pode se expressar através de linguagem formal, coloquial e informal, então use expressões da língua e até mesmo gírias. Seja o mais natural possível ao dar suas respostas, assim não ficará parecendo que decorou frases de efeito.
  • Não se esqueça das palavras de ligação, elas são capazes de deixar suas respostas mais fluidas e conectam uma frase a outra de forma natural. De acordo com o modo como escolher se expressar, utilize os conectivos. Para uma linguagem mais simples After that ou In another hand para algo para elaborado Nevertheless ou Moreover.  
  • Nunca é demais lembrar: a prática leva a perfeição. Tente encaixar os estudos na sua rotina, mesmo que poucos minutos por dia. Busque parceiros de estudos, muitas pessoas funcionam melhor estudando em dupla ou em grupo. Para se sair bem no IELTS Speaking você precisa falar inglês e só praticando conseguirá melhorar a cada dia.
  • Seja confiante e autêntico. O estresse e nervosismo podem jogar meses de preparação no lixo, por isso, não deixe que estas emoções se apoderar de você. Confie em todo trabalho que realizou para chegar até o dia do teste, procure demonstrar tudo o que aprendeu ao longo da sua jornada e seja você mesmo.

Cursos preparatórios e diversos locais de prova

No British Council, além dos conteúdos preparatórios disponibilizados gratuitamente, ao se inscrever para o IELTS o estudante recebe acesso exclusivo a um curso preparatório online o Road to IELTS. Além do curso, poderá realizar simulados de forma gratuita e acessar a materiais de estudos.

Prepare-se para o IELTS

Realize seu teste de proficiência de inglês numa instituição que te ajuda a se preparar para o exame que é reconhecido e aceito em mais de 140 países e 10 mil organizações. Provavelmente você vai encontrar um local autorizado a aplicar a prova perto de você. Afinal, são 13 locais ao redor do Brasil e a versão por computador pode ser realizada em 8 centros de teste oficial British Council.

IELTS Brasil: preços, datas e locais de prova 

 

Nós sabemos que falar inglês não é uma tarefa fácil, mas com o British Council pode ser menos complicado.