Como destacar currículo em inglês

Destacar o currículo durante um processo seletivo pode ser a melhor forma de alcançar a vaga que você tanto almeja.

Especialmente por este motivo você precisa conhecer algumas dicas e sugestões para deixar seu currículo mais atrativo a fim de garantir novas oportunidades.

Um processo seletivo é constituído de várias etapas, mas a mais importante é seu currículo ser escolhido antes mesmo de começar as eliminatórias. 

Nos dias atuais, o conhecimento da língua inglesa certamente é um fator decisivo para a escolha de candidatos a vagas de emprego.

Para verificar o domínio do idioma, os recrutadores analisam desde o conteúdo do currículo recebido, para ver se tem erros de gramática e ortografia, por exemplo, até a desenvoltura da pessoa em testes escritos e orais para medir a real capacidade de comunicação em inglês.

Quem tem o objetivo de conquistar oportunidades de trabalho internacionais precisa estar atento para destacar o currículo. Por isso, leia nossas dicas e orientações para fazer seu currículo se destacar em um processo seletivo em inglês.

Por que ter um currículo em inglês?

Ter um currículo em inglês pronto é importante se você deseja aproveitar uma oportunidade no exato momento em que ela surge. 

É também a melhor maneira de criar esse documento com todo o cuidado para mostrar o seu potencial. Um inglês bem escrito e sem erros pode ajudar você a destacar o currículo de maneira efetiva.

Mesmo que você não esteja em busca de uma vaga ou de uma recolocação profissional, é sempre importante ter o seu currículo em inglês atualizado.

Você precisa estar preparado para qualquer oportunidade que surgir requerendo o inglês como diferencial ou ainda como exigência para a vaga.

Como alguns processos seletivos possuem prazos de inscrição, estar preparado pode ser um grande diferencial, pois você já estará à frente dos outros concorrentes.

A primeira triagem de um processo seletivo é a seleção pelo currículo e é essencial saber que você precisa mostrar suas qualidades e trajetória profissional, com a escolha de palavras correta, suas certificações de inglês, diplomas e tudo mais.

Como fazer o seu currículo em inglês?

O seu currículo em inglês vai depender do estágio profissional em que sua carreira se encontra.

Se você é jovem e tem pouca experiência profissional, o ideal é colocar a formação acadêmica logo no começo para destacar o currículo. Ao invés de colocar o resumo das qualificações, destaque os seus maiores atrativos para a vaga, sem mentiras ou exageros. 

Profissionais mais experientes devem destacar sua trajetória. Por isso, dê preferência para informar primeiro suas últimas experiências, deixando a formação acadêmica para a parte inferior do currículo.

Outras informações devem ser apresentadas em ordem cronológica decrescente, isto é, da mais recente para a mais antiga.

Escolha seguir o formato mais profissional possível. Evite ultrapassar duas folhas e use fontes de fácil leitura, como Arial ou Times New Roman, com tamanho mínimo 12.

Como estruturar seu currículo em inglês?

A seguir, veja nossas dicas para estruturar bem seu currículo em inglês!

Personal information (dados pessoais)

Neste espaço, você também pode usar os termos “Personal Details” ou “Personal Profile”. 

A recomendação é incluir apenas o essencial, por exemplo:

  • Full name (Nome completo)
  • Phone (telefone)
  • Mobile (celular) 
  • E-mail

Nesta parte você deve ser direto e objetivo, pois, candidatos que sabem o que estão buscando são os preferidos de recrutadores e headhunters. 

Não é necessário informar sua nacionalidade, idade ou sexo para a grande maioria dos processo seletivos em inglês, mas verifique se esse é o caso da seleção que você almeja no momento.

Academic/ Educational background (formação educacional/ acadêmica)

Nesta seção, você também pode utilizar os termos “Qualifications summary”, “Areas of Expertise” ou “Educational Background”.

A ideia aqui é informar que cursos você fez, em qual instituição e quando ele foi concluído. 

Vale a pena ficar atento às principais siglas:

  • Graduado (bacharel) – B.A. ou B.S.
  • Mestrado – Msc
  • Doutorado – PhD

Professional background (experiência profissional)

Algumas alternativas para descrever este item são “Professional experience”, “Work experience”, “Positions held” e “Employment history”.

Aqui, você deve acrescentar o nome da empresa, o período de contratação, o cargo em ordem cronológica decrescente (da mais recente para a mais antiga) e as principais atividades executadas.

Uma sugestão é utilizar o termo “Major accomplishments” para mencionar as realizações que podem destacar o currículo em meio aos dos outros concorrentes. 

Seja bastante certeiro nas informações, destacando os resultados obtidos.

Para economizar espaço, você pode abreviar os meses da seguinte forma: Jan, Feb, Mar, Apr, May, Jun, Jul, Aug, Sep, Oct, Nov e Dec.

Outras abreviações importantes: RH – HR (Human Resources); ONG – NGO (Non-Governmental Organization) e SAC – Call Center.

Languages and computer skills (idiomas e computação)

Este campo também pode ser chamado de “Languages or Key Skills”.  

Aqui, vale lembrar que o nível de domínio do idioma é definido pelos termos fluent (fluente), advanced (avançado), intermediate (intermediário) e basic (básico). 

Seja honesto, pois, se o idioma for fundamental para a vaga, você terá de fazer teste escrito e entrevista na língua informada para comprovar seu conhecimento.

Não se esqueça de mencionar se você tem conhecimento em programas e ferramentas usados comumente na vaga que você almeja. É o caso, por exemplo, do pacote Office ou de ferramentas da Adobe, como Photoshop e Lightroom, por exemplo.

Extracurricular activities (cursos extracurriculares)

Informe apenas o que tiver relevância para a vaga desejada, indicando mês e ano, lembre-se de não exagerar nos itens citados.

Additional Information (informações adicionais)

Aqui é possível encaixar itens de destaque que não puderam ser encaixados em outros pontos do seu currículo. Alguns termos que vale a pena conhecer são:

  • Certificações e Licenças – Certification and Licences
  • Publicações – Publications (livros ou artigos)
  • Participação em grupos ou organizações profissionais – affiliations

Conheça a seguir alguns termos usados para destacar o currículo em inglês:

Volunteer Work – Trabalho voluntário - É bem interessante que você acrescente isso ao seu currículo se tiver feito algum, pois conta como experiência e você consegue destacar o currículo mostrando características positivas.

Extracurricular Courses – São os cursos extracurriculares que você já frequentou. Vale muito a pena destacar o currículo com classes e treinamentos adicionais, se eles estiverem de acordo com a área pretendida. Caso contrário, não é interessante. Afinal, não faz sentido você citar que fez um curso na área de Medicina Veterinária se está se candidatando a uma vaga de Relações Públicas, por exemplo.

Major accomplishments – Grandes realizações que tenha conquistado em empregos anteriores. Cite atividades importantes que realmente te deram experiências e até mesmo premiações ou certificações.

Como melhorar e destacar o currículo em inglês?

Agora que você já sabe como esquematizar seu currículo, continue a leitura para conhecer algumas dicas valiosas a fim de aprimorar o texto no idioma. Deixando o documento sempre atualizado para o caso de alguma empresa chamar você para aquele emprego tão sonhado.

Confira a seguir:

  • Não use tradutor on-line ou automático!

Não utilize um software de tradução automática para fazer seu currículo em inglês em hipótese alguma.

Se o seu inglês for básico, é válido pedir ajuda a algum conhecido que domine o idioma ou, ainda melhor, contrate um tradutor profissional. Só lembre-se de que, se a vaga exigir um alto nível de inglês, talvez seja melhor estudar e se esforçar até alcançar a fluência, antes de se candidatar para essa oportunidade.

Se você tiver um nível avançado até pode utilizar o tradutor para checar uma ou outra expressão – só não vale confiar 100% no resultado, ok?

Porém, não se esqueça de conferir em diferentes fontes para ter certeza de que escreveu o que gostaria que fosse entendido.

  • Use a ordem direta no currículo em inglês

Prefira a objetividade e a simplicidade na construção das frases para destacar o currículo.

A recomendação vale para o seu CV e para qualquer outro tipo de comunicação profissional.

  • Cuidado com a ortografia!

Não confie cegamente no corretor ortográfico, visto que há palavras com grafia parecida em inglês, você pode cometer deslizes que poderiam ser evitados com um pouco mais de atenção.

Um erro de digitação pode demonstrar falta de foco e desleixo.

Se você não tiver 100% de certeza quanto à ortografia de uma palavra, consulte um dos muitos dicionários online.

O currículo é a primeira impressão, o seu cartão de visita para o mercado de trabalho.

Deixar passar pequenos deslizes pode ser uma forma de afastar-se cada vez mais do emprego dos sonhos.

  • Simple Past x Present Perfect

A grande atenção ao redigir um currículo em inglês é no uso do Simple Past e do Present Perfect.

Lembre-se de que devemos usar o Simple Past quando descrevemos as atividades concluídas, com a definição de tempo explícita ou implícita.

O Simple Past deve ser usado para descrever todos os cursos concluídos e os cargos anteriores.

Para descrever seu cargo atual ou, eventualmente, cursos e projetos ainda em andamento, você deve escolher usar o tempo verbal Present Perfect.

  • Escolha bem os verbos

Escolha verbos de ação que passam a imagem de realização e de que você tem iniciativa, tais como: solve, manage, carry out, accomplish, initiate, start, design, structure, decide.

  • Palavras e expressões comuns para você usar em seu currículo

Para finalzar, aqui vai uma lista de palavras e expressões frequentes em currículos em inglês:

  • Aluno de graduação: undergraduate student;
  • Aluno de pós-graduação: graduate student;
  • Cargo: position;
  • Candidato: applicant;
  • Carreira: career;
  • Carta de apresentação: cover letter;
  • Competências: competences;
  • Conhecimento de: knowledge of;
  • Estágio: internship;
  • Habilidades: skills;
  • Pontos fortes: strengths;
  • Ser responsável por: to be responsible for, to be in charge of.

Como se preparar para a entrevista em inglês?

Muitos profissionais têm um bom nível do idioma, mas não se preparam para a entrevista de emprego em inglês de forma adequada. 

Para ajudar nessa etapa importante, separamos algumas dicas importantes para quem quer se sair melhor da próxima vez.

Como ir bem numa entrevista em inglês

1. Fale o suficiente para ser avaliado

Um erro comum é o candidato acreditar que, falando pouco, estará correndo menos riscos de errar. 

No entanto, se o recrutador não consegue ouvir você falar, também não conseguirá avaliar e identificar o seu nível de fluência no idioma. 

Também pode acontecer dele achar que você não tem conhecimento do idioma ou está no nível mais básico.

2. Deixe o entrevistador propor os assuntos

Você deve deixar o avaliador conduzir as perguntas. 

Quando um avaliador nota que o candidato está com um assunto muito decorado ou desviando demais do que foi perguntado, eles optam por mudar completamente o tópico para testar o conhecimento real do idioma.

Evite se preparar em excesso para falar sobre um tema específico, como sua experiência profissional. 

Tente ser o mais natural possível e lembre-se de relaxar. Se você chegou até a etapa da entrevista, é porque eles reconhecem seu potencial e sabem que você pode ser uma boa escolha para o cargo.

3. Esteja atento aos vícios de linguagem

Atente-se aos vícios de linguagem em inglês tais como: you know, kind of, then, so, right e o muito usado pelos jovens “like”. 

Uma boa dica é se gravar falando inglês e ouvir depois para perceber se você está caindo em algum desses vícios ou se há alguma expressão que você repete com frequência.

Com essa técnica, você também consegue saber se comete erros de gramática ou de pronúncia e tem tempo de corrigir eles antes da entrevista.

Se tiver dificuldade de fazer isso sozinho, você pode pedir ajuda para um amigo que também saiba inglês e ensaiar junto com ele. Se tiver condições para isso, você pode contratar uma aula particular com um professor, com enfoque somente na prática do inglês para seu processo seletivo específico.

O ideal é reduzir seus erros e demonstrar bastante segurança no uso da língua.

4. Leia notícias em inglês

Você precisa estar sempre muito bem informado em relação às atualidades, especialmente para as avaliações em um idioma diferente do que você está acostumado.

O avaliador poderá fazer perguntas sobre fatos recentes com o intuito de checar seu vocabulário geral na entrevista de emprego em inglês.

Por este motivo, ler notícias no idioma com frequência é uma forma de estar preparado para uma situação dessas.

5. Trabalhe seu vocabulário de negócios

As avaliações orais podem solicitar um vocabulário de negócios e, para isso, é essencial estar familiarizado com alguns termos e expressões específicas, dependendo da vaga que você pleiteia.

Em alguns processos seletivos, pode ser que o vocabulário específico de uma dada área seja exigido. 

Por esta razão, é aconselhável ler livros de negócios e sites especializados em notícias do mundo corporativo no idioma a ser avaliado, neste caso: o inglês.

6. Utilize os tempos verbais adequadamente

São muito comuns candidatos que, mesmo tendo estudado por algum tempo o idioma estrangeiro, continuam a se comunicar usando o tempo presente dos verbos. 

Eles não fazem distinção se os fatos relatados são passados ou ações no futuro, o que pode causar ruídos e falhas na comunicação. 

A dica é estudar os tempos verbais e suas aplicações e praticar seus usos em seu discurso corretamente.

Em um processo seletivo, você terá que falar de seu passado, presente e futuro. Logo, é importante saber como fazê-lo para não se embaraçar na hora, certo?

7. Saiba a definição correta do seu nível de conhecimento

Você precisa saber seu nível de inglês de acordo com a grade comum europeia CEFR (Common European Framework of Reference for Languages). 

Essa grade é utilizada pelas consultorias de idiomas para definição do nível linguístico dos candidatos nos processos seletivos. 

Se você estiver inseguro, existem várias escolas que oferecem mapeamento linguístico, definindo o nível de proficiência, as áreas de atenção em gramática, vocabulário, pronúncia e desenvoltura, além de um plano de ação com estratégias de desenvolvimento do idioma.

Saiba a diferença entre curriculum vitae e resume

As principais diferenças entre o currículo resumido (resume) e o curriculum vitae (CV) estão na extensão ou tamanho de cada um.

Normalmente, o resume é um resumo das capacidades e experiências de uma pessoa, limitando-se a uma ou duas páginas. Esse é o tipo de currículo mais usado de forma geral.

Já o curriculum vitae é uma descrição mais longa e detalhada da vida profissional de uma pessoa. Inclui formação acadêmica, experiências em ensino e pesquisa, publicações, apresentações e assim por diante.

 

Então, antes de qualquer coisa, você deve definir qual currículo precisa: um resume ou um Curriculum Vitae. 

Mais dicas para destacar seu currículo em inglês

Para que você tenha sucesso na hora da seleção, separamos algumas dicas para evitar que você se descuide de detalhes importantes:

Estude os conteúdos que poderão ser tratados durante a entrevista

Ler materiais em inglês sobre os assuntos que poderão ser abordados no dia da entrevista é uma maneira excelente para que você se familiarize ou relembre termos específicos. 

Em seguida, vale a pena praticar escrevendo redações que estimulem a argumentação e a confiança para usar o vocabulário. 

Uma dica é usar recursos on-line capazes de te encorajar e garantir que você tenha maior segurança com si mesmo.

Praticar pode ajudar a descobrir pontos que precisam ser melhorados em termos de gramática e vocabulário, por exemplo. 

Dessa forma, o nervosismo diminui e as chances de sucesso no momento de pressão são maiores.

Não se esqueça da pronúncia

Praticar a conversação em torno desses tópicos também é imprescindível para evitar equívocos e facilitar a comunicação na hora da entrevista. 

Para isso, além de treinar com músicas e filmes em inglês, você pode procurar vídeos na Internet que explorem os potenciais assuntos a serem tratados e estar atento à maneira como os termos novos são pronunciados. 

Para dúvidas em relação à pronúncia, você pode usar dicionários que têm a função de áudio para ouvir como a palavra é dita. 

Não se esqueça de que a boa pronúncia começa, antes de qualquer coisa, na audição. 

Se você nunca escutou uma determinada palavra sendo pronunciada, dificilmente vai aprender a pronunciá-la apenas com o auxílio da leitura.

Tenha uma certificação internacional e deixe isso em evidência no currículo

Os exames de certificação internacional de proficiência são desenvolvidos com base em padrões internacionais de habilidades. 

Eles comprovam, de maneira legítima, que a pessoa certificada está apta a se comunicar no nível testado e que não faltará base para as atividades do dia a dia. 

Justamente por facilitar a seleção dos candidatos mais bem preparados no idioma, eles são muito bem vistos pela maioria das empresas nacionais e multinacionais. 

Lembre-se que a certificação internacional de proficiência é uma forma eficiente de destacar o currículo de uma pessoa.

Ter uma certificação torna-se especialmente interessante quando as vagas estão mais disputadas e os gestores buscam fazer contratações cada vez mais assertivas.

Para o inglês, um dos exames de proficiência em inglês mais aceitos é o IELTS, que é considerado por mais de 10.000 organizações presentes em 140 países.

Avalie o seu desempenho após a entrevista

Depois da entrevista, analise as zonas de desconforto e as dificuldades sentidas durante todo o processo.

Pode ser que o examinador tenha até mesmo pontuado questões que não estavam claras ou que podem ser melhoradas no currículo. 

Conhecendo os pontos de melhoria, você consegue investir mais tempo para desenvolvê-los, seja em casa ou em sala de aula com o auxílio de um professor. 

Isso contribui para que você esteja cada vez mais preparado para as próximas oportunidades.

Afinal, nunca se sabe quando poderá surgir uma oportunidade no Brasil ou no exterior, não é mesmo?

Seja para trabalhar em outro país, ou para uma vaga no Brasil que exija um nível determinado a ser certificado, o British Council pode te ajudar nesta missão. 

O exame mais reconhecido e aceito no mundo todo é o IELTS, um teste de proficiência em língua inglesa capaz de comprovar os seus conhecimentos. 

Se você deseja trabalhar em uma empresa que demande o inglês e a nivelação de seu entendimento na língua, o IELTS é o teste de inglês ideal. 

Mais de 10.000 organizações em 140 países, incluindo Canadá, Estados Unidos, Reino Unido e Austrália, recomendam o IELTS como certificado de proficiência em língua inglesa.

Quando você faz um pedido de imigração, ou presta alguns processos seletivos, ele é requerido. O IELTS é um excelente teste para destacar o currículo em uma vaga de emprego, ele certifica as suas noções do idioma e valida o seu nível de fluência.

Agende já seu IELTS para destacar o currículo de uma maneira assertiva e eficaz.

Volte para o início

Veja também