Os anos 1990 foram de grande importância para as artes. A década começa com uma sessão de autógrafos do escritor nipo-britânico e vencedor do Nobel de Literatura de 2017, Kazuo Ishiguro, realizada no estande do British Council na 11ª Bienal do Livro de São Paulo, em 1990. Já em 1995, desembarca no Brasil uma das maiores companhias de teatro britânicas, a Royal Shakespeare Company.

O período também é marcado pela residência da artista plástica brasileira Jac Lernier no Ruskin School of Drawing, da Oxford University, com o apoio do British Council e de outras instituições britânicas, como a Vitae Foundation. Em contrapartida, a artista britânica Alexandra Leadbeater também faz uma residência no Museu Lasar Segall.

No âmbito educacional, é firmada uma parceria entre a University of Manchester e a Universidade Federal da Paraíba, que realizam em conjunto um projeto de alfabetização de trabalhadores da construção civil, apoiado pelo British Council. Além disso, realizamos as primeiras edições de nossas feiras educacionais dedicadas às universidades britânicas.

Em abril de 1991, o Brasil recebe ainda a visita de Suas Altezas Reais, o Príncipe Charles, vice-patrono do British Council, e a Princesa Diana. 

Destaques do período

Acompanhe a seguir outros destaques das atividades do British Council nos anos 1990. 

O escritor Kazuo Ishiguro com nosso diretor John Tod no estande do British Council na 11ª Bienal do Livro de São Paulo, em 1990. Reprodução de informativo interno.
O escritor Kazuo Ishiguro com nosso diretor John Tod no estande do British Council na 11ª Bienal do Livro de São Paulo, em 1990. ©

Reprodução do informativo British Council Connect nº 54

A artista plástica brasileira Jac Lernier posa para um perfil publicado no Annual Report 1990-1991 do British Council. Foto de Luiz Claudio Marigo (Reprodução)
A artista plástica brasileira Jac Lernier posa para um perfil publicado no Annual Report 1990-1991 do British Council ©

Luiz Claudio Marigo

1990

Março de 1990

No Rio de Janeiro, obras do célebre artista britânico Henry Moore são exibidas no Paço Imperial. Ao todo, mais de 280 das gravuras, que fazem parte da Coleção de Arte do British Council, foram apresentadas ao público carioca. Em agosto do mesmo ano, a mostra chega a Recife, onde é exibida na Galeria Vicente do Rego Monteiro, graças a uma parceria com a Fundação Joaquim Nabuco.

Agosto de 1990

Tendo o britânico Christopher Hogwood como diretor musical e regente, a orquestra de câmara The Academy of Ancient Music se apresenta no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em uma atividade promovida pelo British Council. O grupo é especializado em música clássica e música barroca, com destaque para peças de Handel, Bach e Vivaldi. 

Setembro de 1990

O British Council organiza uma série de atividades para marcar o centenário de Agatha Christie, a “Dama do Crime”. A mostra O Centenário de Agatha Christie: 1890-1990 é realizada em conjunto com a Cultura Inglesa e reúne vídeos, 8 painéis e palestras relacionados a vida e a obra de uma das maiores escritoras britânicas.  Além do Rio de Janeiro, a exibição também passa por outras cidades brasileiras. 

Novembro de 1990

No Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, o British Council realiza uma exposição de pinturas de Martin Naylor. Em 1977, obras do pintor contemporâneo já haviam passado pelo Brasil, na ocasião da XIV Bienal de Arte de São Paulo. 

Dezembro de 1990

O Choir of St John’s College, de Cambridge, se apresenta nas cidades de Recife, São Paulo e Curitiba, encerrando sua passagem pelo país no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. 

1991

Março de 1991

No Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, acontece a mostra The Blue Guitar, que reúne 20 gravuras de David Hockney. O material também foi exibido em São Paulo, no Museu de Arte de São Paulo (Masp) e em Brasília. 

9 de Abril de 1991

Especialista na vida e obra do célebre escritor britânico Charles Dickens, o professor Malcolm Andrews vem ao Brasil a convite do British Council para realizar as palestras “Dickens e a Infância” em instituições de ensino do país como a PUC Rio. 

16 de abril de 1991

A companhia de teatro britânica Not the National Theatre se apresenta no Rio de Janeiro com a obra Hard Times, de Charles Dickens. A atividade é resultado de uma parceria entre o British Council e a Cultura Inglesa. 

Abril de 1991

Com a promoção do British Council e da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro, o Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro inaugura uma mostra sobre a história do cinema inglês. Além de uma exposição de fotografias, também foram exibidos diferentes filmes clássicos britânicos. 

No mesmo mês, Suas Altezas Reais, o Príncipe Charles e a Princesa Diana, visitam o Brasil. Esta é a segunda visita oficial do Príncipe de Gales ao país, marcada por encontros e reuniões voltadas para a causa ambiental. Vice-patrono do British Council, em sua visita a São Paulo, o Príncipe Charles inaugura uma das novas sedes da Cultura Inglesa. 

Julho de 1991

Uma mostra de fotografias de Fay Godwin é realizada nas cidades de São Paulo, Curitiba, Recife, Manaus, Brasília e Porto Alegre. Ao todo, são apresentadas 44 obras da fotógrafa, considerada um dos grandes nomes da fotografia no Reino Unido. 

Depois de uma temporada de sucesso nos anos 1980, a companhia de teatro britânica Cheek by Jowl volta ao país para apresentar a obra As you like it, de William Shakespeare. Composta por 20 integrantes, o grupo teatral viaja pelas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Brasília. 

Setembro de 1991

A Royal Phillarmonic Orchestra desembarca no Rio de Janeiro, para uma apresentação no Teatro Municipal, promovida pelo British Council em parceria com o Mozarteum Brasileiro. Regidos por Vladimir Ashkenazy, essa é a primeira apresentação da orquestra no Brasil, que também se apresenta nas cidades de Brasília e São Paulo. 

Setembro a Dezembro de 1991

Para a XXI Bienal de Artes de São Paulo, o British Council apoia a vinda de peças dos artistas plásticos britânicos Keith Arnatt e Bill Woodrow. No mesmo período, o British Council também edita um livro sobre a participação britânica na Bienal de Artes, escrito por Margaret Garlake e Guy Brett. 

Outubro de 1991

A renomada bailarina brasileira Ana Botafogo viaja para o Reino Unido a convite do British Council para conhecer instituições de ensino britânicas voltadas para o ensino de dança. 

Novembro de 1991

Com apoio do British Council, o Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, exibe uma coleção de 30 ilustrações inspiradas em tradicionais rimas e cantigas inglesas. As obras foram realizadas pela artista plástica portuguesa Paula Rego, que já havia apresentado suas obras no Brasil, durante a XVIII Bienal de São Paulo.  

Ainda em novembro, a Siobhan Davies Contemporary Dance Company desembarca no Brasil com os espetáculos White Man Sleeps e Different Trains. O grupo se apresenta nas cidades de Porto Alegre, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Curitiba.

1992

Maio de 1992

A mímica britânica Nola Rae, que já esteve no país na década de 1980, retorna ao Brasil para uma turnê pelas cidades de Manaus, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e Juiz de Fora. No país, ela apresenta sua peça Elizabeth’s Last Stand e também o espetáculo Upper Cuts, uma coletânea de 11 diferentes cenas, além de realizar workshops com atores brasileiros. 

Ainda em maio, uma comitiva de professores, administradores e reitores de universidades britânicas, liderada pelo Dr. John Roberts e pelo professor William Stubbs, desembarca no Brasil para conhecer instituições de ensino e avaliar projetos de pesquisa realizados entre o Brasil e o Reino Unido. 

Junho de 1992

A Hallé Orchestra, que se apresentou no país em 1968, retorna à América Latina a convite do British Council e realiza apresentações no Brasil, na Argentina, no Uruguai e no Chile. 

O coral britânico The Sixteen também se apresenta no Brasil com um repertório focado em música sacra brasileira. As canções foram resgatadas de arquivos e bibliotecas brasileiras pelo museólogo britânico Ivan Moody e apresentadas em diferentes cidades do país, como Rio de Janeiro e Juiz de Fora. 

Julho de 1992

No Parque Lage, no Rio de Janeiro, uma exposição coletiva de fotógrafos ingleses é apoiada pelo British Council. Trata-se da exibição “De-composition”, com obras de Lea Andrews, Tim Head, Boyd Webb, Helen Chadwick e Keith Arnatt. 

Agosto de 1992

A escritora inglesa A. S. Byatt vem ao Brasil para participar da 12ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, a convite do British Council. A escritora também participou de palestras e conferências sobre suas obras no Rio de Janeiro. 

Setembro de 1992

No Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, uma exposição celebra os 30 anos de carreira dos Beatles, por meio de vídeos, imagens e objetos da banda trazidos do Reino Unido pelo British Council. 

Outubro de 1992

O Orquestra Barroca da Comunidade Europeia se apresenta no Rio de Janeiro como resultado de um esforço em conjunto entre o British Council, a Cultura Inglesa, o Instituto Italiano de Cultura, o Instituto Cultural Ítalo-Brasileiro, o Instituto Goethe e a Aliança Francesa. Como condutor da apresentação, os 20 músicos integrantes da orquestra contaram com Roy Goodman. 

1993

Abril de 1993

Uma exposição do pintor britânico Alan Davie acontece no Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro.  

Junho de 1993

No Paço Imperial, o British Council patrocina a exposição A Fotografia Documentária da Grã-Bretanha desde os Anos 80, que resume as tendências da fotografia documental no Reino Unido. 

No mesmo período, o Museu Nacional de Belas Artes exibe a mostra Pre-Raphaelite Photography, com 76 reproduções de fotografias realizadas por britânicos durante o século XVIII. A mostra foi trazida ao Brasil pelo British Council. 

Agosto de 1993

O seminário Planet for Sale é realizado nas cidades de Brasília e Belém, com patrocínio do British Council e organização da University of Strathclyde e do World Life Fund (UK). Mais de 700 educadores, professores e ambientalistas participaram do evento, que abordou técnicas para o ensino, o planejamento e a avaliação da Educação Ambiental para crianças e jovens. 

No mesmo mês, o British Council organiza uma exposição sobre uma paixão compartilhada entre britânicos e brasileiros: o futebol. A mostra, apresentada na Cultura Inglesa em São Paulo, contém 37 painéis fotográficos, além de materiais e peças da seleção brasileira e times de futebol do Reino Unido. 

Agosto a Setembro de 1993

Como resultado de uma parceria entre o British Council e a The Architecture Foundation, a exibição City Changes é apresentada durante a 2ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo. A mostra discute o processo de regeneração das regiões City e Docklands, em Londres. Além dos painéis e da maquete que fizeram parte da demonstração na Bienal, há um debate sobre degeneração urbana no Brasil, conduzido por Richard Burdett, da Architecture Foundation. A exibição também é levada pelo British Council para as cidades de Barcelona e Praga. 

Setembro de 1993

A Rambert Dance Company, voltada para dança contemporânea, se apresenta no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, a convite do British Council. Entre suas coreografias e montagens, podemos destacar Winnshore Cotton Mill Blues, Gone e Strong Language. O grupo também realiza performances em Brasília, Salvador e São Paulo.  

Outubro de 1993

Em conjunto com a Official Development Assistance (ODA), o British Council apoia a construção de uma estação de pesquisa permanente para estudos da Amazônia na Floresta Nacional de Caxiuanã, na cidade de Melgaço, no Pará. 

Na época, o projeto foi conduzido pelo britânico Sir Ghillean T. Prance, que era diretor do Jardim Botânico Real de Kew. Hoje, a Estação Científica Ferreira Penna é controlada pelo Museu Paraense Emílio Goeldi e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). 

Novembro de 1993

O crítico de cinema inglês David Robinson vem ao Brasil a convite do British Council participar de debates e conversas como parte do Festival Eurocine, em São Paulo. 

1994

Janeiro de 1994

A exibição coletiva Cries & Whispers – Novos Talentos Britânicos da Década de 80 é realizada no Museu Chacará do Céu, no Rio de Janeiro. Promovida pelo British Council, a mostra reúne 20 pinturas de britânicos que se destacaram durante os anos 1980, como a pintora Vivien Blackett. 

Março de 1994

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em parceria com o British Council e o Lloyds Bank, apresenta a exposição Rituais Íntimos: as paisagens biográficas de John Blakemore, que apresenta 50 fotografias de naturezas mortas em preto e branco realizadas pelo fotógrafo inglês entre os anos de 1971 e 1991. A mostra passa também pelas cidades de São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Recife. 

Ainda em março, o grupo de 12 mímicos britânicos do David Glass Ensemble vem ao Brasil com a montagem Gormenghast, apresentada em São Paulo, no Sesc Pompeia. 

Abril de 1994

Retornando pela terceira vez ao Brasil, a companhia de teatro britânica Cheek By Jowl apresenta a peça Measure for Measure, de William Shakespeare. Em curta temporada, o grupo se apresentou nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília. 

Junho de 1994

O British Council inagura no Rio de Janeiro um Centro de Recursos de Educação e Treinamento. 

Julho de 1994

O British Council organiza uma exposição coletiva de artistas brasileiros que foram contemplados com bolsas de estudos ou realizaram residências artísticas no Reino Unido por intermédio da organização. A mostra é exibida no Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, e conta com peças de nomes como Fernando Lopes, Cristina Salgado, Elder Rocha Filho, Jac Leirner, Nilton Rechtand e Ricardo Basbaum. 

Agosto de 1994

O British Council apresenta um estande na 13º Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Dentre as atividades, declamações de poemas e sonetos clássicos britânicos, apresentações de bandas covers de sucessos do Reino Unido e outras ações de engajamento cultural. 

Setembro de 1994

O Mime Theatre Project of London chega ao Rio de Janeiro para uma série de apresentações. 

Outubro a Dezembro de 1994

Para a realização da XXI Bienal de São Paulo, o British Council prepara uma exibição especial, com toda uma sala dedicada a obras do escultor inglês Richard Long, que também fez parte do comitê da Bienal e veio ao país a convite do British Council.  

Também são exibidas peças das artistas plásticas britânicas Cathy de Moncheaux e Cornelia Parker, além de uma escultura singular da britânica Helen Chadwick, “Cacao”, uma grande fonte de chocolate instalada no prédio da Bienal. 

1995

Fevereiro de 1995

Vivian Stern, da Penal Reform International, vem para o Brasil a convite do British Council para participar de uma conferência no Rio de Janeiro sobre alternativas à prisão. 

Abril de 1995

A Royal Shakespeare Company, considerada a mais importante companhia de teatro clássico do mundo, traz ao Brasil sua montagem de Hamlet, a convite do British Council. Composta por 15 atores, a companhia se apresenta nas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte. 

Julho de 1995

Como resultado de uma parceria entre British Council, Cultura Inglesa e Centro Cultural Banco do Brasil, o 1º Fórum Shakespeare reúne no Rio de Janeiro mais de 40 profissionais do teatro, que participam de palestras e debates com convidados britânicos sobre a vida e obra de William Shakespeare. Entre os convidados britânicos, destaca-se Lady Cicely Berry, uma das maiores especialistas em técnica vocal para teatro. 

Agosto de 1995

O British Council e a Secretaria de Justiça do Rio de Janeiro realizam o seminário O Teatro como Instrumento de Trabalho nas Prisões, com a presença de Paul Heritage, professor de teatro da Universidade de Manchester, e dos diretores de teatro James Thompson e John Burgman. 

Dezembro de 1995

Os escritores britânicos Paul Bailey, Geoff Dyer e Louis de Bernières vêm ao Brasil para o seminário Modos de Ver, realizado pelo Centro Cultural Banco do Brasil e o British Council, para debater os rumos do pensamento contemporâneo britânico. 

1996

Janeiro de 1996

No Museu da República, no Rio de Janeiro, o British Council apoia a exibição O Centenário do Cinema, posteriormente exibida em São Paulo, no Museu da Imagem e do Som. A exposição foi organizada pelo crítico de cinema britânico David Robinson. 

Abril de 1996

A The European Union Youth Orchestra se apresenta no Teatro Municipal do Rio de Janeiro como resultado de um esforço conjunto de diferentes organizações, como o Consulado da França, o British Council e o Istituto Italiano di Cultura. O grupo de 140 músicos é regido pelo maestro Vladimir Ashkenazy. 

Junho de 1996

O professor da Universidade de Cardiff, Geogg Mungham, vem ao Brasil a convite do British Council para participar de um seminário sobre a relação da mídia com a política. 

Setembro de 1996

Os produtores de televisão britânicos David Aukin, Robin Moss e Peter Ibbotson vêm ao Rio de Janeiro participar do seminário Qualidade na Produção para a TV Independente, promovido pelo British Council. 

5 de novembro de 1996

No Rio de Janeiro, o British Council realiza um seminário sobre estudos no Reino Unido. O evento depois se tornaria a UK Universities Fair, uma das maiores feiras de universidades britânicas da América Latina.

Outubro a Dezembro de 1996

Para a XXIII Bienal de São Paulo, são trazidas ao Brasil oito telas do pintor britânico Gary Hume, que visita São Paulo e também as cidades de Brasília, Rio de Janeiro e Manaus, onde realiza palestras sobre seu trabalho. Anish Kappor e Shirazeh Houshary também fazem parte da participação britânica, promovida pelo British Council. 

1997

Maio de 1997

No Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, a exibição Jam: style, music and media discute a produção artística britânica dos anos 1990. O evento é promovido pelo British Council e pela Cultura Inglesa. 

Outubro de 1997

No campo educacional, representantes de 25 instituições de ensino britânicos desembarcam no Brasil para realizar diálogos e conversas para promover o intercâmbio educacional entre o Reino Unido e o Brasil. 

12 a 14 de novembro de 1997

Para o ciclo de debates Televisão no Século 21: o público com o poder, realizado no Centro Cultural Banco do Brasil, o British Council traz ao país Paul Gerhardt, diretor de programação da BBC, e Davina Lloyd, do Channel 4. 

1998

Março de 1998

Junto com o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), o British Council organiza o seminário Cidade 2000, com a presença de arquitetos e urbanistas britânicos como Michel Wilford, Nigel Coates, Louisa Hutton, Fred Manson e Deyan Sudjic. 

Junho de 1998

O artista britânico Allen Jones é tema de uma exibição no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, apoiada pelo British Council e pela Cultura Inglesa. A mostra realiza uma retrospectiva dos mais de 35 anos de carreira do célebre pintor. 

Agosto de 1998

O British Council organiza a Semana de Direito Brasil-Grã-Bretanha, que discute o sistema jurídico de ambos os países com a presença de grandes nomes como Kevin Boyle, diretor do Human Rights Center, e sir Jonathan Mance, do conselho da rainha. A atividade aconteceu em Brasília, São Paulo e no Rio de Janeiro. Foram abordados temas como “O direito comercial na era da globalização” e “Os desafios na Lei de Crianças e Adolescentes”. 

19 a 26 de outubro de 1998

A British Education 1998 reúne 62 universidades e faculdades britânicas em Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e Curitiba, com o patrocínio do British Council. O evento busca incentivar o intercâmbio no Reino Unido. No Rio de Janeiro, a feira contou com a presença do cientista Christopher Millward, professor da Universidade de Edimburgo e o responsável por clonar a ovelha Dolly. 

Outubro a dezembro de 1998

Um núcleo histórico, com obras do célebre pintor britânico Francis Bacon, integra a exibição da XXIV Bienal de São Paulo. Peças de Michael Craig-Martin também fazem parte da participação britânica, promovida pelo British Council. 

1999

Março de 1999

Com gravuras de 13 artistas contemporâneos do Reino Unido, a mostra Multiple Choices é inaugurada pelo British Council no Paço Imperial, no Rio de Janeiro. Nomes como Gary Hume, Damien Hirst, Rachel Whiteread, Dominic Denis, Greenville Davey, Abigail Lane, Michael Landy, Nicholas May e Simon Patterson fazem parte da exibição. 

Além do Rio de Janeiro, Multiple Choices também é exibida no Museu de Arte Contemporânea (MAC) na USP, em São Paulo, e em Brasília. 

8 a 11 de junho de 1999

O uso do teatro na recuperação de comunidades marginais é tema de um encontro promovido pelo British Council e por Paul Heritage, que desenvolve trabalhos relacionados ao teatro nas prisões de Brasília. 

A atividade, chamada Mudança de Cena: o Teatro para o Desenvolvimento Social é realizada em parceria com o Queen Mary Westfield College, da Universidade de Londres, e a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. Como parte da programação, encontram-se performances de grupos como o Centro de Teatro do Oprimido e seminários sobre políticas públicas na área de teatro. 

28 de julho de 1999

A exposição Madame Yevonde – Fotografias reúne mais de 50 fotografias coloridas capturadas pela dama da alta sociedade londrina, Madame Yevonde, nos anos 1930 e 1940. A mostra é exibida em Rio de Janeiro, Curitiba, São Paulo, Brasília e Recife. 

Agosto de 1999

Com a revista inglesa Blueprint, o British Council realiza no Brasil a exposição Zuppa Inglese – Os Bastidores do Design Britânico, no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro. Para a mostra, nove designers britânicos foram convidados a preencher uma mala com objetos reveladores em relação aos seus trabalhos, como um resumo de suas obras. Nomes como o dos arquitetos Nigel Coates e Fiona Raby e o do artista plástico Tony Dunne fizeram parte da exibição. 

Setembro de 1999

A convite do British Council e da Cultura Inglesa, o ator Steven Berkoff vem ao Brasil para apresentações de sua montagem Os Vilões de Shakespeare, em que dá um recorte especial a vilões como Hamlet, Macbeth, Iago e Ricardo III. Ele se apresenta no Rio de Janeiro e em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. 

Dezembro de 1999

Com o Sesc, o British Council organiza a Batucada Inglesa, com a apresentação de diferentes DJs britânicos em São Paulo. 

A virada do milênio traz novos ares para as atividades do British Council desenvolvidas no Brasil. Acompanhe na página dedicada aos anos 2000.